Melhore a gestão do seu negócio com o PDCA

0 184

Por Luiz Muniz*

Se falar sobre melhoria dos resultados sempre foi um dos assuntos mais importantes de qualquer negócio, seguramente ele passará a ser o mais importante pelos próximos tempos. Me arrisco a dizer que será o mais importante pelos próximos anos.

Essa é a oportunidade de ouro que os empreendedores e membros de alta direção tem para aumentarem a eficiência de seus negócios de forma transformadora. O objetivo aqui não é apontar outra solução imediatista, cheia de dicas mágicas. É o primeiro de uma série que visa trazer a perspectiva dos resultados como efeito de causas relacionadas a forma como um negócio precisa dirigido e operado. A isso damos o nome de gestão.

Luiz Muniz, diretor da Telos Resultados

É um convite a repensar a forma como as coisas acontecem definindo não apenas os resultados que realmente importam, como o financeiro, comercial, operacional e recursos humanos, mas também como direcionar os esforços para isso. Por mais que existam ferramentas tecnológicas que ajudem nessa tarefa, e vamos explorar como tirar o máximo delas, a capacidade de gerir deve definitivamente evoluir com a utilização de método. Isto é, reduzir o uso do bom senso.

Aí existe a primeira diferença, que precisamos esclarecer. Esse método de como gerenciar, chamado PDCA (sigla em inglês para Planejar, Executar, Controlar e Reavaliar), não é algo que se faz da noite para o dia, porque, além da técnica envolvida, requer atitude diferente perante o negócio.

O método incomoda no início, justamente porque não estamos condicionados a pensar de forma sistêmica. Se não bastasse, somos seres humanos e estamos mais imediatistas do que nunca. Isso não significa que os resultados não apareçam rapidamente. Pelo contrário, em 90 dias já é possível perceber melhorias significativas nos resultados.

Melhorar a gestão do negócio através do PDCA significa fazer diferente. É repensar o negócio desde sua estratégia, como por exemplo a definição dos patamares de crescimento num ambiente econômico incerto como esse que vivemos, quais os produtos ofertados, precificação e sistema logístico, mas também atividades rotineiras, como a definição dos parâmetros orçamentários a serem utilizados para reduzir as perdas das vendas e nível de gastos de forma inteligente, até como são realizadas as rotinas da supervisão para garantir a eficiência máxima da operação.

Esses são apenas alguns dos pontos que veremos nos próximos artigos e farão seu negócio progredir de sobremaneira.

*É diretor da Telos Resultados, além de atuar como consultor de empresas há mais de 15 anos em implantação de modelos de gestão em diversos segmentos, como o atacadista/distribuidor, distribuidor farmacêutico, varejo, têxtil, logística e indústria; é engenheiro químico, mestre em Estratégia de Operações e especialista em empresas familiares

Quer saber mais?

O Portal NEWTRADE publica, todas as quartas-feiras, artigos exclusivos com análises, opiniões e muita informação especializada e dirigida aos negócios do varejo e do atacado.

Reunimos um verdadeiro time de especialistas que estará com a gente toda semana. Perdeu os primeiros artigos? Tudo bem. A gente te ajuda com isso. Mas anote na agenda! Toda quarta-feira, no Portal NEWTRADE, fique por dentro de tudo o que nossos colunistas têm para contar.

O desafio dos três “es” – Olegário Araújo

Avanços tecnológicos no varejo em resposta à covid-19 – André Faria

Ambientes incertos e adaptação à mudança: o que podemos fazer, como empresa, em um ambiente de pandemia  – Patrícia Cotti

Novo consumidor, necessidades antigas – Gustavo Carrer

É hora de planejar a retomada – Camila Pacheco

Conheça-te e a teus shoppers – Fátima Merlin

A hora da digitalização do atacado – Eduardo Terra

Covid-19 é um MBA para qualquer gestor – Celso Sato

 

Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.