Expansão de ciclovias impulsiona negócios

0 150

Estima-se que 300 mil bicicletas circulem diariamente por São Paulo durante a semana. Aos finais de semana, o número passa para 550 mil. Os números apontados pela Abraciclo (Associação brasileira dos fabricantes de motocicletas, ciclomotores, motonetas, bicicleta e similares) estão em crescimento e tendem a aumentar, tanto pela população cada vez mais simpática às bikes quanto pelas políticas públicas do governo Haddad – a Avenida Paulista, por exemplo, já está em obras para a inclusão de uma ciclovia. Está pronto o cenário para os negócios que envolvam bicicleta se multipliquem pela cidade.

De olho nesse público, empresários sem medo de arriscar abriram bike cafés, mudaram o status das entregas com bicicletas e chegam até a vender banhos.

– Fabio Samori é dono do Aro 27, local que reúne café, oficina, loja de bike e acessórios e ainda oferece o serviço de park and shower.

– O Ciclo Urbano é mais um bike café, mas o lucro maior vem da oficina e dos produtos da bicicleta.

– O Dress me Up oferece banhos, estacionamento e serviços de oficina para bicicleta. É o chamado bike point. Banho e estacionamento avulsos custam R$ 25. O plano mensal sai por R$ 250 e por R$ 300 ainda está incluso manutenção e descontos em peças.

– Mais recente bike café de São Paulo é o King of The Fork. O nome faz referência ao King of the Mountain, o rei da montanha, em inglês.

– Como um típico bike café, o KOF tem toda a decoração baseada na bicicleta. Via IG.

 

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.