Varejo alimentar concentra compras por impulso

0 39

O supermercado é o segmento do varejo em que ocorre o maior percentual de compras por impulso, de 33,2%, segundo pesquisa divulgada hoje (26) pelo SPC Brasil e a CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas).

A pesquisa mostra que considerando as cinco últimas compras de supermercado, 43% foram feitas por impulso. O índice é maior entre as mulheres, que representam 46,4% do público que comprou sem planejamento no segmento. As pessoas mais jovens também são maioria (51,2%), bem como os pertencentes às classes C, D e E (44,6%). Compras de roupas seguem no segundo lugar da lista das compras sem planejamento (19,2%), seguidas por eletrônicos (13,2%).O preço é motivador para 30,4% dos entrevistados comprarem por impulso, seguido pela vontade de comprar (20,3%). Não à toa, promoções potencializam a vontade de comprar por impulso: 84,1% admitem que as promoções os levaram a realizar compras sem pensar, e disseram ter a sensação de estar fazendo um bom negócio ― seja no supermercado, em shopping centers, lojas de rua ou na internet.

“Os dados sugerem que os consumidores muitas vezes decidem a compra para aproveitar uma oportunidade, e não a partir de uma análise sobre a sua efetiva necessidade”, disse, em nota, a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.