Vendas dos supermercados têm crescimento real de 2,51%

0 43

Os supermercados brasileiros acumularam até fevereiro deste ano 2,51% de crescimento real nas vendas – deflacionado pelo IPCA/IBGE –, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Mesmo apresentando leve queda em relação a janeiro, o resultado acumulado do bimestre é o melhor registrado nos últimos 5 anos.

Em fevereiro, as vendas do setor supermercadista em valores reais apresentaram queda de -5,12% na comparação com o mês de janeiro e alta de 2,05% em relação ao mesmo mês do ano de 2018.

“A queda no acumulado de fevereiro em relação a janeiro já era esperada. O segundo mês do ano tem menos dias úteis, e também não conta com a sazonalidade das férias como janeiro. A economia ainda segue em ritmo lento e o desemprego continua com taxa elevada, de 12,4%, de acordo com o IBGE, e isso impacta no consumo da população, que tem ponderado seus gastos. Mesmo assim, nosso resultado segue em linha com o que projetamos para o ano, de 3% de crescimento nas vendas”, destacou o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), João Sanzovo Neto.

Outro fator que influenciou o desempenho das vendas foi o chamado “efeito calendário”, já que o carnaval, que é uma data importante nas vendas dos supermercados, aconteceu em março este ano, diferentemente de 2018, quando o feriado aconteceu em fevereiro.

Quando analisado apenas o Estado de São Paulo, o faturamento real dos supermercados cresceu 1,21% no conceito de mesmas lojas, de acordo com a Associação Paulista de Supermercados (APAS). No acumulado dos últimos 12 meses até fevereiro o valor caiu para 0,78%.

Fonte Mercado & Consumo
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.