Venda online: pequenos negócios tentam minimizar crise

0 58

De acordo com uma pesquisa da SumUp com 3.800 donos de pequenas e médias empresas, a venda online foi uma das alternativas para atenuar os prejuízos com a pandemia e as restrições de circulação pelas cidades.

O levantamento, publicado pela Computer World, é creditado para Rafael Vilela, da Agência Brasil, e mostra que 35% passaram a adotar a venda online, inclusive de outros produtos e serviços.

A pesquisa foi feita entre os dias 18 e 20 de maio. Segundo a SumUp, a média de transações desses pequenos negócios é de cerca de R$ 2 mil por mês.

O estudo mostrou que até março, menos da metade (35%) desses pequenos negócios usava a internet para vender produtos e serviços. Porém, cerca de três meses depois, esse número subiu para 70%.

Venda online

O levantamento mostra que os aplicativos de mensagens como o whatsApp, são o principal meio utilizado para as vendas. O índice chega a 67%. No Instagram também há vendas online, mas esse índice chega a 22%. De acordo com a pesquisa, dos negócios paralisados por causa da pandemia, 27% passaram a adotar a venda online.

Outros números: para os comerciantes pesquisados, neste momento de restrições de circulação impostas pelo poder público diante da pandemia:

  • 40% disseram que o serviço de entrega é o mais importante neste momento
  • 30% disseram que o mais importante é pagamento a distância
  • 20% disseram que o mais importante é ter uma loja virtual
  • 10% disseram que o mais importante é ter anúncios nas redes sociais

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.