Supermercados focam ações para a Semana do Pescado

0 76

Por Adriana Bruno

A 16ª edição da Semana do Pescado acontece até o dia 15 de setembro e é um evento organizado pelo Instituto ProPescado para incentivar ações pra o aumento do consumo e das vendas de peixes e frutos do mar no Brasil. A iniciativa também visa ampliar o debate sobre o desenvolvimento brasileiro no setor que tem maior faturamento em todo o mundo. Em 2018, o Brasil produziu mais de 800 mil toneladas de peixes e camarões em cativeiro, segundo a Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR) e a Associação brasileira de Criadores de Camarão (ABCC).

E o evento vem movimentando as operações de inúmeros supermercadistas que estão investindo em campanhas e ações de desconto e marketing não apenas para atrair os clientes para as lojas como também para alavancar as vendas dos produtos. Um desses exemplos é o Bretas que reforçou seu estoque em 30% para atender a demanda. Ao longo da campanha, os pescados da rede Bretas estarão com desconto de 15% e 20%, a partir deste final de semana.

Já as lojas do Prezunic terão atividades orientadas por chef e nutricionista que ministrarão workshops gratuitos até o dia 14 de setembro. “Diversas pesquisas têm relatado os benefícios do consumo de pescado, com propriedades importantes para o bom funcionamento do nosso corpo e cérebro. Os peixes contêm proteínas de alto valor biológico, além de iodo, vitaminas, minerais e lipídeos como ácidos graxos essenciais, entre eles, o Ômega 3”, afirma a nutricionista do Prezunic, Leusimar Nunes.

Nos Supermercados Mundial as promoções serão válidas até o dia 12 de setembro em todas as 20 lojas da rede. Durante esse período, o Mundial terá uma lâmina exclusiva com ofertas especiais de pescados frescos e congelados. Os descontos podem chegar a 15%. “Nosso intuito com a Semana do Peixe é incentivar o consumo deste alimento altamente nutritivo para que esteja mais presente no cardápio das famílias, visando a saudabilidade do brasileiro”, comenta Marcelo Leite, comprador responsável deste setor no Mundial.

A expectativa da rede é aumentar as vendas do setor em torno de 25% nesse período.

O Brasil, apesar do alto potencial de produção, ainda tem um consumo bem inferior à média mundial. Segundo o IBGE, o brasileiro consome em média 9,5 kg de peixe por ano, ante uma média mundial de mais de 20 kg/habitante/ano. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), por sua vez, recomenda que o ser humano ingira 12 kg/hab/ano.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.