Supermercado digital Justo inicia expansão no Brasil

0 1.012

Em outubro, o supermercado Justo inicia sua operação na América Latina ao estabelecer atividade em São Paulo. Digital, o supermercado valoriza consumo consciente, atendimento personalizado por meio do uso da tecnologia e dados e trabalha com produtores locais. Ao investir US$ 40 milhões na operação brasileira, a empresa, que se considera uma startup, visa atender um milhão de brasileiros em um ano, gerar de três a cinco mil empregos em dois e expandir sua atividade pelo País.

Fundado pelo mexicano Ricardo Weder e pelo brasileiro Ricardo Martinez, o supermercado é responsável pela própria distribuição e entrega de produtos, assim a startup consegue trabalhar com produtores locais e busca capacitá-los para comercializar seus produtos online. Sem esses intermediários, a empresa também preza por alimentos frescos. Atualmente, o supermercado oferece frutas, verduras, legumes, carnes e peixes orgânicos, bebidas, itens de despensa, higiene pessoal e beleza, casa e limpeza.

Os produtores locais são selecionados dentro de critérios como padrão de qualidade e velocidade no processo de reposição de produtos. Já a negociação é feita pela equipe comercial, tanto para produtores locais quanto produtos relacionados à grande indústria.
Para fazer uso do serviço, o consumidor pode selecionar seus itens de desejo pelo site ou aplicativo da marca e eleger em que horário a compra deve ser entregue. O supermercado busca levar ao público a experiência de ter os produtos entregues como se o próprio consumidor houvesse os escolhido presencialmente.

De acordo com o VP de expansão do Justo no Brasil, André Braga, a empresa espera um crescimento expressivo e rápido no Brasil devido à curva de aprendizado de dois anos que houve no México e melhora de processos, que chegam ao Brasil estruturados. Ele também acredita que a indústria se mostrará receptiva para negociar com o Justo devido a sua reputação no México e modo de trabalhar diretamente com os produtores.

Além disso, há oportunidades. “No Brasil, existe um alto volume de disrupção nos pedidos, sendo necessário alterações após compra realizada e maior tempo de entrega para compras completas de supermercado. O Justo vem para trazer uma experiência mais completa e com foco na qualidade do produto, com uma equipe própria e especializada que faz a seleção dos produtos gerando a sensação de como se a própria pessoa tivesse ido ao mercado”, afirma.

Para a empresa, constam como desafios a extensão territorial, exigência do público brasileiro relacionado à experiência do consumidor, competição com supermercados que realizam vendas via intermediários como Rappi ou iFood e por e-commerces. Assim, o Justo trabalhará seus aspectos diferenciais, incluindo a qualidade dos produtos sempre frescos — a empresa recebe remessas de fornecedores até duas vezes por dia—, atualização em tempo real do estoque de produtos na plataforma, tempo de entrega após cerca de três horas do pedido realizado e pagamento confirmado e possibilidade de agendamento da entrega, equipe de entrega e centros de distribuição próprios e tecnologia avançada. “O setor de supermercado traz poucas inovações tecnológicas para o mercado. Atualmente vemos as plataformas se consolidando no e-commerce, porém não há o foco na experiência do cliente. O Justo é focado 100% na experiência de fazer o supermercado completo e online. Dessa forma, estamos baseados em três grandes pilares que são: perecíveis, pedidos a tempo e completos”, explica.

Este mês, a empresa iniciou campanha em blogs, redes sociais e ações de PR. Já em outubro, com a operação funcionando, a startup inicia uma divulgação com influenciadores e embaixadores de marca durante três meses, aproveitando também as datas comerciais do varejo para uma divulgação mais intensa. Atualmente, o Justo trabalha com Adventures, MktMix e Score Mídia.

Fonte Meio e Mensagem
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.