Supermercadistas paulistas estão cautelosos com cenário futuro

0 109

Para 95% dos supermercadistas do Estado de São Paulo, ouvidos pela Associação Paulista de Supermercados (APAS), a economia nacional irá ter queda no PIB em 2020. Mais da metade do empresariado acredita que haverá estabilização da taxa da inflação (68%) e, sobre a taxa de juros, 73% deles veem o cenário de queda.

O otimismo demonstrado na Pesquisa de Confiança dos Supermercados do estado de São Paulo (PCS/APAS) em junho de 2020 é 19 p.p maior quando se comparado a junho de 2019, quando, na ocasião, apenas 11% se mostrava otimista. O motivo era a crise do governo federal com o congresso por conta da reforma da previdência.

Em relação aos empregos, os supermercadistas acreditam que não deve ocorrer demissões em junho. O principal motivo é o atual cenário que exige a necessidade de funcionários para higienização e cobrir afastamentos. Os entrevistados ainda preveem um aumento de vendas para setores que entram na flexibilização, como bares e restaurantes (55%). Porém, o aumento de falências e o desemprego fazem com que 77% dos empresários acreditam em estabilidade ou quedas futuras nas vendas para os próximos meses.

Quanto aos governos, 86% dos empresários se dizem insatisfeitos com as políticas adotadas em âmbito estadual. Já no cenário federal, 45% se dizem insatisfeitos ou indiferentes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.