Rede Condor expandirá atuação na distribuição de combustível no Sul

0 164

Com tradicional atuação no varejo alimentar, a rede paranaense de supermercados Condor planeja intensificar o investimento no setor de distribuição de combustível a partir desse ano.

Até o final de 2019, o grupo empresarial deve atingir faturamento na ordem de R$ 6 bilhões. “Por meio da conversão de bandeiras, queremos ampliar nossa atuação no mercado de distribuição com preços competitivos. Atualmente, temos 15 postos no Paraná. Vamos manter o ritmo de conversões para os próximos meses até atingir a meta de 40 unidades até o final do ano”, argumentou o diretor administrativo do grupo Condor, Wanclei Said.

De acordo com o executivo do grupo varejista, um dos objetivos do movimento é rentabilizar ao máximo as novas operações – incorporando novos serviços e lojas de conveniência. “Nas operações que temos atualmente, já atendemos 450 mil veículos por mês. Pretendemos instalar lojas de conveniência, padarias e disponibilizar também áreas para locação a terceiros”, complementou.

Para ele, existe grande demanda no Estado do Paraná e Região Sul do Brasil por postos de gasolina com preço competitivo e prestação de serviços. “Por ora, essa expansão vai ocorrer apenas no sul do Brasil. Porém, vemos uma oportunidade para inserção de nossos serviços e comércio de produtos de marcas próprias dentro dessas lojas de conveniência”, argumentou o executivo, destacando que o investimento para unidades de postos de gasolina gira em torno de R$ 10 milhões e o faturamento mensal pode chegar a R$ 40 milhões.

O tíquete médio dos consumidores dessas operações giram em torno de R$ 85, segundo ele. Ainda de acordo com Said, hoje o grupo como um todo conta com 13 mil funcionários e deve aumentar esse contingente com a aquisição de mais operações de distribuição de combustível. “Quando realizamos a conversão de bandeira, mantemos a equipe de funcionários da bandeira antiga. Com a implementação de outros serviços e conveniências nesses locais, haverá a necessidade de aumentar esse grupo de colaboradores também”, complementou ele.

Para o sócio-diretor da consultoria de varejo GS&BGH, Marcos Hirai, a estratégia de diversificação do grupo varejista deve promover sinergia entre as duas frentes de atuação do grupo. “Na Região Sul do Brasil, a rede Condor ainda trabalha com estruturas de hipermercados, o que pode ser compatível e complementar com postos de gasolina próximos a essas unidades de varejo alimentar”, afirmou ele.

De acordo com o especialista, a rede varejista paranaense decidiu enveredar por um caminho que já foi trilhado por outros grupos, como por exemplo pelo Carrefour e pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA) – por meio da bandeira Extra. “Os players que iniciaram esse movimento identificaram o potencial de convergência entre o varejo e os serviços dos postos, embora esse ritmo tenha diminuído no sudeste. No sul, tenho a impressão que apenas o Condor está nesse processo, uma vez que seus concorrentes como o Zaffari tem se concentrado mais no segmento de shopping centers”, explicou Hirai.

Por fim, o especialista também destaca que investir em postos de gasolina pode trazer para o grupo varejista retorno rápido sobre o capital aportado, uma vez que o faturamento dessas unidades vai unir os serviços prestados, locações de áreas para empresas terceirizadas e também venda de produtos próprios. “As margens sobre os abastecimentos de combustível costumam ser baixas, mas a tendência é que o negócio consiga faturar em virtude do volume comercializado de vários produtos”, complementou ele.

Fonte DCI
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.