Promoções nos supermercados impulsionam ruptura

0 22

O índice que mede a falta de produtos nos supermercados (ruptura) voltou a crescer em outubro, chegando a 10,55%, de acordo com dados da NeoGrid/Nielsen, que coleta informações demais de 10 mil lojas de supermercados de todo o Brasil. O indicador, que considera, entre outros, itens dos setores de alimentos, bebidas, higiene e beleza e limpeza doméstica foi de 9,81% em setembro e registrou aumento pelo terceiro mês consecutivo.

Segundo Robson Munhoz, diretor de relacionamento com o Varejo da NeoGrid, um dos motivos para o aumento da ruptura em outubro é o crescimento do consumo nos supermercados, que teve alta de 1,21% nas vendas de janeiro a setembro na comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com a ABRAS. Para Munhoz, o varejo pode ter sido pego de surpresa com esse aumento, o que refletiu na falta de produtos nas prateleiras.

Outra razão é o aumento nas promoções do tipo leve três pague dois realizadas pelos supermercados. “Com isso, há uma saída maior de produtos nos pontos de venda, o que também ocasiona a ruptura”, explica Munhoz.O índice nacional de falta de produtos nas prateleiras começou o ano em 13%, bem acima da média histórica de 8%. Caiu até julho, quando fechou o mês em 9,5%. De lá para cá veio gradativamente aumentando.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.