Produtos infantis colorem as gôndolas e incrementam o faturamento

0 220

Por Adriana Bruno

Que elas têm forte participação na cesta de compras das famílias ninguém duvida. As crianças e os adolescentes são consumidores ávidos por novidades e têm poder de decisão e escolha. Eles sabem o que querem e nem sempre concordam em compartilhar produtos com a família, especialmente cosméticos e itens de higiene pessoal, onde a demanda por itens específicos para a idade cresce. Além disso, há ainda o apelo dos itens com licenciamento de marcas e personagens, uma paixão entre os mais jovens.

De acordo com informações fornecidas pela Condor, produtos licenciados, que contam com a força de grandes marcas, têm papel relevante nas categorias de higiene e beleza e fazem a diferença nas vendas no ponto de venda. Personagens ligados ao mundo infantil promovem grande apelo tanto para este público como para os pais.

Ainda de acordo com a Condor as categorias de cuidados e beleza infantis vem ganhando espaço ano a ano. Enquanto o crescimento da sub-categoria de escovas de cabelos gira na casa de 4%, as escovas para cabelo infantil crescem acima de 10%.

Gerson Grohskopf, Coordenador de Produtos, segmento de Higiene Bucal da Condor

 

Para a empresa trata-se de uma dinâmica muito particular e que exige uma atenção dos varejistas para que se tenha o melhor aproveitamento, para ter o produto correto, ao preço correto e na melhor exposição possível.  “No caso dos produtos de higiene oral essa associação ao personagem ajuda a facilitar o processo de higienização e além da própria criança, os pais também acabam optando por produtos licenciados. Aos três/quatro anos, a interferência da criança na decisão de compra é ainda maior, pois ela já tem um discernimento das opções e de qual ela prefere. Aos cinco anos ela já consegue argumentar acerca da sua escolha”, comenta Gerson Grohskopf, Coordenador de Produtos, segmento de Higiene Bucal da Condor.

O mercado

No Brasil, mais da metade dos lares possui crianças com até 12 anos, e, segundo dados da Kantar Worldpanel, quando se observa as categorias de higiene pessoal infantis como xampu, pós xampu, sabonete, cremes para o corpo, entre outras, elas cresceram 11% nos últimos doze meses. “Já o mercado de higiene pessoal como um todo cresceu apenas 3% em valor e 2% em volume, segundo a mesma pesquisa da Kantar”, completa Leonardo Rezende, CEO da Nutriex.

Segundo ele, este é um segmento em contínua expansão e por isso destaca que segundo a pesquisa do Euromonitor, com o desempenho de mercado em 2018, o Brasil se manteve na quarta posição no ranking mundial de consumo de HPPC, que é liderado pelos Estados Unidos e tem China e Japão na segunda e terceira posições, respectivamente. O Euromonitor estima ainda que em 2021 o mercado de higiene pessoal infantil atinja R$ 6,1 bilhões em vendas. “Nossas expectativas são muito positivas, e estamos trazendo mais novidades ainda em 2019, com altos investimentos. “Neste segundo semestre lançaremos diversos produtos e novas licenças – como Disney e Universal, além de explorar novos mercados e categorias que vão além da higiene e beleza”, revela.

Rezende ainda destaca que produtos de higiene, cosméticos e beleza estão naturalmente na cesta de compras do shopper, pois precisam de constante reposição.

Eduardo Amiralian, CEO da Phisalia

Outra empresa do segmento de higiene pessoal infantil que aposta no crescimento e no fortalecimento do mercado é a Phisalia. Segundo Eduardo Amiralian, CEO da empresa, o consumidor está cada dia mais exigente e aposta em marcas conhecidas no mercado e por isso, é importante que o atacado distribuidor esteja atento não somente ao mix de marcas mas também à variedade de produtos. “Hoje a demanda do mercado está cada vez mais exigente para cuidados específicos com o cabelo, por exemplo, e isso cascateia no consumo infantil. Produtos para cabelos cacheados, lisos, entre outros cuidados estão ganhando cada vez mais espaço na gôndola desse mercado”, comenta. Ainda segundo ele, dentre as categorias com maior relevância no mercado de higiene pessoal e beleza para bebês, crianças e adolescentes estão fraldas, cuidados com os cabelos e higiene oral.

Alimentação
Lisiane Campos, gerente de marketing da Piracanjuba

Se de um lado o segmento de higiene pessoal e beleza segue em ritmo de crescimento de outro, no setor alimentício o cenário também é positivo. De acordo com Lisiane Campos, gerente de marketing da Piracanjuba, a categoria teve resultados positivos em 2018 e segue com uma evolução positiva em volume em torno de 3%. “O crescimento não é alto, mas é um cenário interessante considerando que o país ainda está em crise e muitos produtos estão retraindo. O Nordeste concentra mais de 30% do consumo de Aromatizado”, diz.  Segundo Lisiane, critérios como marca, sabor e preço são importantes para a categoria.

Ela ainda destaca que apesar das lojas já possuírem um sortimento bem diversificado com marcas que buscam atender todos os tipos de públicos, para o atacado, há oportunidade de ampliar e consolidar esse sortimento também com marcas de maior valor agregado. “Isso trará maior rentabilidade para a categoria dentro da loja, mas sem esquecer da boa execução dos produtos de menor preço, promoções e packs promocionais, que trazem grande volume de vendas e tem ajudado o canal a impulsionar a categoria de produtos no país”, completa.

Bruna Tedesco, head de marketing, inovação e P&D da Bimbo Brasil

Vale ainda ressaltar que as categorias de alimentação infantil fazem parte da rotina dos lares e crescem em variedade de ofertas e formatos.  “São categorias que incrementam o ticket médio, com carrinho de compras com valor superior à média. Além disso, são itens com alta frequência de compras, o que ajuda a levar o shopper às lojas”, comenta Bruna Tedesco, head de marketing, inovação e P&D da Bimbo Brasil. Ela ressalta a importância da escolha e da oferta do mix de produtos. “O ideal é ter uma oferta de mix completa que equilibre energia (indulgência) com saudabilidade, pensando no equilíbrio da alimentação”, orienta.  Ela ainda adianta que a Bimbo trará para o mercado, ainda neste ano, uma novidade na marca Nutrella com o lançamento de uma linha de snacks: os primeiros muffins integrais do mercado. “Estarão disponíveis nas versões banana&cereais e cacau&cereais. Além de um novo formato, o Nutrella Sticks nas versões Cottage Cremoso e Salt&Vinegar”, revela.

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.