Pão de Açúcar terá loja “phygital”, com lockers, self-checkout e mais

0 380

O GPA anunciou na sexta-feira (28) uma parceria com a Microsoft para dar continuidade e acelerar o processo de transformação digital. O projeto prevê análise, definição e implementação de novas tecnologias para o aprimoramento da experiência de compra dos clientes.

Dentro dessa estratégia, sob a marca Minuto Pão de Açúcar, uma loja “phygital” deve ser aberta ao público até o fim do ano. Ela será capaz de interagir com as plataformas digitais (aplicativos para celular e e-commerce) e com tecnologias como lockers, reconhecimento facial e self-checkout.

Phygital é um termo resultante da contração de Physical (físico em inglês) com digital que propõe a união de experiências dos dois mundos e compreende que o real e o virtual estão cada vez mais inseparáveis. Um conceito também conhecido como omnichannel ou omnicanal.

A ideia é aproveitar todo o potencial de engajamento que os meios digitais oferecem — especialmente para um público constantemente conectado — e proporcionar soluções úteis para o dia a dia das pessoas. “A loja phygital é uma resposta à crescente demanda dos consumidores por uma experiência de compra mais ágil e intuitiva, resultado da transformação digital em curso na sociedade e do avanço do e-commerce”, explica Antonio Salvador, Diretor de Transformação Digital e E-commerce do GPA.

“A loja usa tecnologia para oferecer uma experiência inovadora aos clientes, amparada nos ‘is’ – imediatismo e interatividade. Com o rompimento das barreiras entre o mundo online e off-line, os clientes esperam que suas experiências em loja sejam tão personalizadas e dinâmicas quanto no ambiente digital e essa é a nossa proposta”, complementa.

Com a inovação dos lockers o cliente poderá antecipar suas compras via aplicativo e retirar no estabelecimento sem espera. Basta, ao chegar na loja, se dirigir ao armário e digitar o número de liberação fornecido no próprio app.

A tecnologia de reconhecimento facial fará a leitura de todas as informações disponibilizadas, visando otimizar o tempo e a experiência do cliente.

Ainda visando a eliminação de filas, a loja terá equipamentos de self-checkout, nos quais os próprios clientes passam suas compras e realizam o pagamento, sem a interferência de um colaborador.

Com as recentes inovações, o GPA segue um caminho muito parecido com a da Amazon Go, a cadeia de lojas de conveniência nos Estados Unidos operada pela varejista on-line Amazon, que lançou em 2018, na cidade de Seattle, uma loja sem atendentes ou caixas.

Para poder comprar lá é preciso baixar um aplicativo e ter uma conta da Amazon. Ao escolher um item o app identifica, por meio de um sistema de câmeras e QR Code, e automaticamente ele é adicionado à lista de compras. Ao passar por sensores na saída a conta é cobrada no cartão de crédito do usuário.

“Nosso foco é contribuir para a transformação digital de nossos clientes e esta nova parceria com o Grupo GPA irá proporcionar ferramentas de inteligência artificial na nuvem que irão contribuir para uma melhor experiência dos clientes na interação com a rede e em suas lojas”, diz Maurício Azevedo, Diretor de Parcerias para Transformação Digital da Microsoft.

Fonte InfoMoney
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.