Mercado Pago zera taxa do Pix para pequenos negócios

0 653

O Mercado Pago anunciou na segunda-feira (12) que zerou a taxa do Pix para pequenos negócios. A medida irá beneficiar vendedores autônomos e empreendedores que cobram a partir das máquinas de cartão Point e com o Código QR (plaquinha ou pelo app), além daqueles que recebem transferências de dinheiro com as chaves Pix (e-mail, telefone e CPF/CNPJ).

Com a medida, os vendedores da fintech poderão cobrar dos clientes que possuem saldo na conta Mercado Pago ou em outras contas das mais de 900 instituições cadastradas no Banco Central, sem nenhum custo para pagamentos com Pix.

Para Rodrigo Furiato, head de Carteira Digital do Mercado Pago, o serviço de pagamento oferece flexibilidade ao pequeno negócio, permitindo que o vendedor receba de forma prática e segura nas vendas presenciais e também nas vendas por delivery. “Ao zerar a taxa, potencializamos o poder do Pix de gerar mais eficiência de caixa, incremento das vendas e maior rentabilidade para os negócios. Essa decisão irá apoiar milhares de pequenos empreendedores brasileiros que precisam manter seus negócios ativos e a renda de suas famílias em meio à pandemia”, afirma.

Segundo o Mercado Pago, para aceitar o Pix, basta que o vendedor abra sua conta e cadastre a sua chave Pix para passar a receber sem nenhum custo, seja com Código QR (app, plaquinha ou maquininha) ou com as chaves Pix.

Para os empreendedores que desejam obter mais informações sobre as soluções e condições de pagamento do Mercado Pago, basta acessar a página do serviço. A fintech também disponibiliza conteúdos educativos sobre funcionamento e vantagens do Pix no blog Conexão Mercado Pago.

Confira as vantagens do pagamento com Pix:

• O dinheiro cai na hora na conta do vendedor, o que ajuda no fluxo de caixa para pagamentos de fornecedores, compra de insumos e controle de estoque.

• Atrair mais compradores, já que o Pix permite receber pagamentos de quaisquer aplicativos das instituições financeiras cadastradas no sistema do Banco Central.

• Segurança: além dos selos, certificados e diretrizes de segurança do Banco Central, os pagamentos instantâneos são criptografados.

Fonte e-commerce Brasil
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.