Magalu adquire VipCommerce e avança na venda de produtos de supermercado

0 1.177

Desde o início da pandemia, o Magalu tem expandido a categoria de mercado (alimentos), que   atualmente já representa mais de 40% de todos os itens vendidos no seu e-commerce.  Agora, anuncia  a aquisição da VipCommerce, plataforma de e-commerce com  foco no  varejo de alimentos e sediada em Belo Horizonte.

O CEO do VipCommerce, Fernando Bravo, confirma o negócio e informa que a  transação não mudará em nada a atuação da empresa. “Toda a estrutura da VIP permanece a mesma, os diretores estão lá, a  gente continua lá e com todos os objetivos que tinha, são os mesmos” informa.

Ele tranquiliza os clientes da empresa afirmando que todos os negócios futuros ou em andamento em nada serão prejudicados. Pelo contrário, é uma oportunidade para essas empresas venderem também no market place Magalu. “Nada vai alterar para nossos clientes, a gente só vai criar um canal novo, opcional para nossos clientes, que é o canal no market place, e os varejistas vão poder vender lá também. Mas é opcional”, disse Bravo. “Tudo continua da mesma forma, a companhia continua com seus planos e com as mesmas pessoas, com os mesmos diretores.”

Isso significa dizer ao mercado que as empresas que tinham interesses em uma contratação futura com o VipCommerce poderá fazê-la da mesma maneira, contatando as mesmas pessoas.

No comunicado à imprensa, a Magalu informa que  a VipCommerce oferece tecnologia para mais de 100 redes de supermercados, com 400 lojas localizadas em 18 estados brasileiros. Sua plataforma reúne mais de 300 mil  itens em estoque e processa R$ 250 milhões em vendas anualizadas.

A aquisição da VipCommerce permite que  supermercados se juntem ao Magalu no market place.   A combinação da categoria de mercado da empresa com o sortimento de supermercados locais possíveis entrantes no e-commerce do Magalu vai possibilitar  a oferta de uma cesta completa de produtos no superaplicativo, incluindo itens perecíveis.

Em 2020, o Magalu realizou 11 aquisições estratégicas. Foram compradas, entre outras, a Estante Virtual, de venda de livros novos e usados, a startup de delivery de alimentos AiQFome, a Hubsales, que conecta fabricantes ao consumidor final, a Stoq, de tecnologia para PDV, a plataforma de mídia da Inloco, o site de conteúdo de tecnologia Canaltech, a escola de marketing Digital ComSchool e a fintech Hub.

Fonte Amis
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.