Madeira Madeira recebe aporte e vale mais de US$ 1 bilhão

0 130

A MadeiraMadeira, ecommerce de produtos para casa, caba de levantar US$ 190 milhões numa rodada que alça a companhia curitibana ao hall dos unicórnios brasileiros.

A rodada Série E foi co-liderada pelo Softbank e mais que dobrou o valuation de US$ 500 milhões que a empresa havia obtido na Série D em setembro de 2019.

Desta vez, a companhia fez um esforço especial para atrair gestores com expertise em public equities, como a Dynamo (co-líder da rodada), a VELT Partners e a Brasil Capital. A Lakewood Investment Management, um multifamily office brasileiro, e dois investidores antigos, a Monashees e Flybridge, também participaram da rodada.

Apesar de estar pronta para um IPO, a MadeiraMadeira decidiu fazer mais uma rodada para acelerar investimentos e continuar crescendo sem o escrutínio do mercado num momento em que concorrentes como Mobly, Westwing e Tok&Stok se preparam para levantar capital na Bolsa.

O aporte eleva a US$ 338 milhões o total levantado pela MadeiraMadeira desde que foi fundada há 11 anos.

A rodada vem depois de um ano em que o lockdown e a ditadura do home office fizeram explodir tanto o ecommerce quanto o cuidado do brasileiro com sua casa. A MadeiraMadeira vendeu 120% a mais no ano passado e chegou a crescer 250% no auge da pandemia.

A penetração da categoria de móveis no online, que era de 7% antes da covid, teve um pico de 17% e agora está se estabilizando em 10%.

Durante a pandemia, a MadeiraMadeira abriu 10 centros de distribuição no Sul e Sudeste e um centro de fulfillment de 20 mil metros quadrados em Jundiaí que deve permitir next-day delivery na cidade de São Paulo a partir do mês que vem.

A capitalização vai ser usada para investir em logística, desenvolvimento de marcas próprias e na expansão das chamadas ‘guide shops’ (pequenos showrooms onde o consumidor consegue ver os produtos, fazer a compra online e recebê-los em casa).

 

Fonte Brazil Journal
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.