Hirota vai investir R$ 41,4 mi em nova fábrica e centro de distribuição

0 164

Cerca de 250 empregos serão criados com a construção da nova fábrica e do novo centro de distribuição da Rede de supermercados Hirota, em São Bernardo do Campo. O investimento é de aproximadamente R$ 41,4 milhões.

Hoje os produtos alimentícios da Hirota são produzidos em uma fábrica de dois mil metros quadrados (m²) no Ipiranga, região sudeste da capital. O novo endereço em São Bernardo tem cerca de 26 mil m², e já possui uma fábrica de 10 mil m² construída, que será reformada afim de atender as necessidades da produção alimentícia.

“Nossa capacidade de produção passará de duas mil para 20 mil toneladas por dia, que inicialmente serão utilizados para abastecer a demanda das nossas lojas internas”, disse o gerente geral da Rede de supermercados Hirota, Helio Freddi.

Segundo ele, caso a empresa firme contratos de fornecimento de alimentos e precise expandir a capacidade de produção não encontrará problemas, pois o novo terreno possui 16 mil m² que ficarão à disposição.

Com a nova fábrica serão criadas 250 vagas de empregos diretos, somando a fábrica e o centro de distribuição. Segundo Freddi, as obras começam em outubro desde ano, com entrega prevista para até a metade de 2020.

O pátio fabril em que os produtos Hirota são produzidos hoje será desativado com a chegada do novo centro. Ao todo a fábrica no Ipiranga tem cerca de 100 funcionários que foram convidados a se mudarem para São Bernardo do Campo. “O nosso projeto é trazer todo o time Hirota”, diz.

Conforme ele explica, quando a empresa começou a procurar um novo local para a fábrica a busca era por um imóvel de quatro mil m², mas a oportunidade de um terreno de 26 mil m² em São Bernardo foi chamativa. Juntamente vieram incentivos fiscais oferecidos pela cidade. “O município tem buscado solução para retomar a sua economia. O prefeito, Orlando Morando, tem incentivado novos projetos para a geração de empregos na região”, diz.

A Rede de supermercados Hirota tem hoje 16 unidades de supermercados, além 20 lojas Express espalhadas pela cidade de São Paulo. “A meta é chegarmos a 100 pontos de vendas nos próximos cinco anos. Sendo 80 Express e 20 supermercados”.

Fonte DCI
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.