Gestora Pátria fecha compra de supermercados no Sul e Sudeste

0 1.670

A gestora brasileira Pátria Investimentos vem negociando a compra do controle de redes de supermercado e de distribuidoras de alimentos pelo país. As conversas ganharam força no ano passado e pelo menos três redes de supermercados no Sul e no Sudeste e uma atacadista, com faturamento total de cerca de R$ 2,2 bilhões, têm acordo fechado ou estão em negociação avançada, segundo três fontes ouvidas. Outras três cadeias regionais foram sondadas e não fecharam negócio.

A investida é parte de uma estratégia para a montagem de uma plataforma de ativos de varejo e atacarejo alimentar, que vem sendo liderada por uma equipe com executivos de alto escalão do setor, alguns recém-contratados, apurou o Valor.

Entre os negócios que já teriam sido fechados nos últimos meses estão a rede Superpão, de Guarapuava (SC), com cerca de 30 lojas, os Supermercados Germânia, de São Bento do Sul (SC), com seis pontos, e a rede Boa Supermercados, de Jundiaí (SP), dona de 13 unidades. Ainda há negociação com a Tiscoski Distribuidora, operação localiza em Forquilhinha (SC) voltada para abastecimento no Sul e que deve ajudar a suportar a operação logística das varejistas na área.

Segundo fonte, pelo tamanho das operações, alguns dos negócios já foram encaminhados ao Cade, órgão antitruste brasileiro. Na lista das 50 maiores cadeias alimentares do país, a Boa Supermercados faturou pouco mais de R$ 810 milhões em 2019 e a rede Superpão, R$ 1,1 bilhão, segundo ranking anual da Abras, a associação do setor. Não há levantamento de 2020. As empresas foram procuradas e não responderam ao pedido de entrevista. O Pátria preferiu não se manifestar.

 

Fonte Valor Econômico
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.