Exclusivo: as três metas do Carrefour para o Brasil

0 406

Por Adriana Bruno, repórter

Um dos pilares da estratégia global Carrefour 2022, a transformação digital é uma realidade cada vez mais presente nas operações da empresa que tem por objetivo transformar a companhia referência em omnicanalidade, oferecendo cada vez mais canais, formatos e serviços para atender às necessidades dos consumidores. “No Brasil, iniciamos um trabalho robusto criando um ecossistema que conecta todos os nossos negócios e foca na jornada do cliente, tornando sua experiência de compra cada vez mais ágil, autônoma e personalizada. No início de 2019, criamos o Carrefour EbussinesBrasil, que tem duas grandes missões: acelerar e liderar a transformação digital e tornar a empresa líder no segmento de e-commerce alimentar”, conta a Paula Cardoso, CEO do Carrefour e-Business Brasil.

De acordo com Paula, neste processo para acelerar a estratégia, a empresa vem testando novos conceitos, inovações e tecnologias para melhorar a experiência de compra e alcançar novos clientes. “Assim como fazemos globalmente, estamos estreitando parcerias com empresas e startups que nos tragam novas tecnologias e competências para acelerar a nossa transformação digital e gerar escala para serviços e soluções realmente inovadores”, diz.

Paula Cardoso, CEO do Carrefour e-Business Brasil.
Entrega e parcerias

Uma das ações recentes da empresa em busca de entregar mais serviço e comodidade ao cliente foi o anúncio da parceria com a Rappi. Segundo Paula, a entrega é parte crucial da jornada do cliente e o Carrefour. Segundo ela, o e-commerce alimentar está diversificando cada vez mais as opções de entrega. “Atualmente, 60% das entregas são na casa dos clientes, 34% é por meio de entrega rápida e 6% é via drive nas lojas, com o nosso Retire de Carro. Neste contexto, a parceria com a Rappi aporta um grande diferencial para o Carrefour, ao mesmo tempo em que aumenta a satisfação e qualidade da experiência de compra do nosso cliente. Além disso, oferecemos mais um canal de compra, que complementa nossos formatos de loja e e-commerce, com uma opção ainda mais cômoda para pessoas que optam por não utilizar carro ou querem aproveitar a rapidez e frete de baixo custo”, diz.

Atualmente, o delivery do Carrefour pela Rappi já está disponível em 53 lojas, em São Paulo (SP), Barueri (SP), Santana de Parnaíba (SP), Santo André (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Brasília (DF), Recife (PE), Fortaleza (CE), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS). “A expectativa é chegar a mais 12 cidades nas próximas semanas e, futuramente, em todos os municípios em que o Carrefour opera e que haja cobertura da startup”, diz Paula.

Outra parceria que mexeu com o mercado foi a Zaitt. Para Paula essa estratégia permite ao Carrefour conhecer o comportamento do cliente dentro deste novo formato de compras e testar como esse conceito se conecta à estratégia de expansão e serviços digitais. “Neste processo de transformação digital é fundamental que se teste novos serviços, avalie sua performance e aderência ao negócio, e, se bem-sucedido, se faça a implantação. É um processo de aprendizado constante e podemos não levar projetos adiante, por isso pilotos são importantes”, avalia.

Nesta parceria, o Carrefour oferece a expertise do varejo alimentar e o suporte logístico e de abastecimento, responsável por parte do sortimento de produtos que será oferecido aos clientes na loja.

RappiConsumidor digital

A aceitação de serviços de entrega dedicados ao e-commerce está crescendo rapidamente no mercado brasileiro, seguindo uma tendência mundial. O preço não é mais o único fator de escolha. Os consumidores passam a buscar mais benefícios e o preço entra como um critério adicional para tomar sua decisão.  Além disso, os clientes estão mais conectados, mais informados e exigentes. “Precisamos entender o que eles querem, onde eles querem, na hora que desejam, de preferência rapidamente. Com esse nível de exigência elevado, o Carrefour atua pautado pelo comportamento do consumidor, conectando o cliente às soluções do Carrefour. Por exemplo, o interesse de busca dos clientes por “Entrega hoje” e “Entrega rápida” aumentou 175%, em relação a 2016, segundo Google. Uma mudança importante, que nos demanda novas formas de atender esses clientes”, conta Paula.

A CEO do Carrefour e-Business Brasil ainda revela que o Grupo prepara sua operação para ampliar presença neste segmento. “A estratégia inclui ainda a inauguração de side stores – estoques exclusivos para a coleta e entrega de alimentos comprados via e-commerce, operando ao lado de hipermercados e supermercados. Em 2019, serão 15 side stores e, em quatro anos, 80 unidades”, conta.

Apesar da operação ainda estar em fase de testes, o Carrefour diz que  pode estudar oportunidades para expandir esse modelo conjunto. “Acreditamos que a loja autônoma tem seu papel e é uma proposta de valor muito forte para, por exemplo, condomínios fechados. Esses estudos avançam de acordo com o teste da loja aberta e nosso plano de expansão do varejo”, comenta Paula. Ainda segundo ela, o perfil de compra dos consumidores está mudando. “Estamos diante de um cliente muito mais conectado e que demanda serviços rápidos. Sabemos, por exemplo, que 87% dos clientes escolhem no mesmo dia o que vão comer e nem sempre estão prontos para ter aquele alimento em casa, aí a importância das vendas express e de modelos como os mercados autônomos”, diz.

Lojas reformuladas

Recentemente o Carrefour reinaugurou mais de 22 hipermercados de uma única vez sob o conceito Nova Geração. Segundo Paula, o objetivo é  atender a demanda dos consumidores brasileiros por lojas modernas, com sortimento diferenciado e serviços de qualidade. “Esse processo também está ligado ao movimento Act For Food, lançado no ano passado pelo Grupo Carrefour para investir em diversas ações voltadas a ampliar o acesso do consumidor a alimentos mais saudáveis e seguros, produzidos com responsabilidade socioambiental e a preços justos”, comenta.

As novas reinauguradas passaram a operar a partir da terceira geração do modelo que promove melhorias na percepção de qualidade e na exposição do sortimento alimentar e não alimentar. Dentre as inovações estão a criação da área Saudáveis, renovação do sortimento dos setores Eletro e Casa, além de nova área Bebê, dedicada ao universo infantil.

“As principais evoluções da terceira geração do modelo de hipermercados incluem, por exemplo, o sortimento alimentar – que, além de outras mudanças, ganha uma área dedicada exclusivamente a produtos saudáveis, categoria ampliada em mais de 500 itens. O espaço Saudáveis reúne diversos tipos de alimentos como orgânicos, integrais, naturais e produtos para dietas restritivas, como zero, sem glúten, sem lactose. Ao todo, o sortimento, que ainda inclui itens refrigerados e congelados, conta com mais de 1.700 produtos, sendo cerca de 400 orgânicos”, conta a CEO.

Investimentos

Todo esse processo de transformação que o mercado e os consumidores estão vivenciando junto ao Carrefour Brasil faz parte da estratégia Carrefour 2022, anunciada em janeiro de 2018. No mesmo período, o Grupo Carrefour Brasil definiu as três metas que norteiam a operação no país: expansão de lojas, transição alimentar e transformação digital.  “Para 2019, o investimento previsto é de R$ 2 bilhões, com um plano de expansão voltado à bandeira Atacadão que prevê abrir 20 novas lojas, assim como em 2018. No varejo, a previsão da rede é abrir 30 novas operações entre as bandeiras Carrefour Express e Carrefour Market. A estratégia também intensifica o investimento em e-commerce e cria novas capacidades logísticas para atender com mais eficiência aos consumidores. É meta da companhia assumir a liderança do segmento de e-commerce alimentar e estamos atuando em diversas frentes, conforme adiantado em questão anterior, neste sentido”, revela Paula.

Outra ambição do Grupo é liderar o movimento chamado “transição alimentar”, por meio do qual quer permitir que seus clientes consumam melhor, alimentos de maior qualidade, seguros, produzidos com responsabilidade socioambiental e a preços justos. Alinhada a esse compromisso, a companhia lançou recentemente no Brasil o movimento ‘Act For Food’, o novo posicionamento que direciona uma série de ações e investimentos para ampliar o acesso do consumidor a alimentos saudáveis.  “Este movimento acontece simultaneamente em todos os países onde o Grupo Carrefour opera, orientando a empresa, seus clientes e parceiros durante esta transição de hábitos de consumo e de produção de alimentos”, finaliza Paula.

 

 

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.