Degustação alavanca vendas durante festas juninas e julinas

0 712

É

praxe o comércio lançar mão de datas comemorativas para alavancar as vendas que, em outros períodos do ano, não contam com tal apelo. Uma delas, as festas juninas e julinas, é especialmente explorada pelos segmentos alimentício e de eletroportáteis, que veem na data chance ímpar de fazerem girar os seus estoques…e até se complementam já que a ferramenta mais utilizada por ambos o setores é a degustação: aparelhos que promovem a elaboração dos pratos típicos da época, como pipoca, milho, canjica, pé de moleque, paçoca, entre outros.
“A degustação é a ação mais utilizada nesse período pelos dois segmentos, pois gera a oportunidade de demonstrar ao vivo todas as funcionalidades dos produtos e seus benefícios e, ao mesmo tempo, a qualidade dos ingredientes que compõem as receitas que estão sendo oferecidas. Traz experimentação para o cliente e, consequentemente, impulsionam a vendas do comércio”, destaca Ádila Ribeiro Berretella, diretora da TOP PEOPLE, empresa especializada em trade marketing e recrutamento e seleção.
Na maioria das vezes, o consumidor não sai de casa com intenção de compra. E é exatamente a degustação que tende a motivá-lo. Por outro lado, tão importante quanto para atrair o público são as decorações das lojas, que devem estar voltadas para o momento, com bandeirolas, balões, chapéus de palhas, retalhos de tecidos coloridos, tudo que remeta às festas do meio do ano, tão tradicionais em todo o país, mas principalmente no Nordeste.
O consumidor
Analisando sob o ponto de vista do consumidor, a data também gera inúmeras oportunidades, especialmente de experimentar e conhecer produtos, os quais poderão trazer benefícios para o seu dia a dia, mas que, muitas vezes, pelo fato de já ter algumas culturas embutidas, não se dá a chance de conhecer. Por isso, recomenda-se que esteja muito atento a todas as ações promovidas e as veja como ocasião.
“Por exemplo, uma receita de arroz doce, que muitos acompanhavam na infância sendo feita pelas mães e avós, e sobre a qual se tem como referência que é muito difícil e trabalhosa de elaborar. Hoje, a indústria oferece eletrodomésticos como uma panela de arroz, que basta colocar os ingredientes e fazer a programação. A receita sairá com a mesma qualidade e em um curto espaço de tempo, desmitificando a ideia anteriormente concebida”, explica Ádila.
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.