Das 10 maiores empresas do varejo geral, 4 são do setor supermercadista

0 1.034

Levantamento do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo (Ibevar) – Instituto de Administração (Fia), mostra que no ano passado o faturamento das 120 maiores empresas varejista no País apresentou expansão de 20%, passando de R$ 526 bilhões para R$ 632 bilhões. O crescimento, no entanto, não foi uniforme. As dez maiores empresas de varejo registraram um avanço de 20% no faturamento, enquanto nas dez menores houve queda de 22%.

O segmento de supermercados apresentou o maior avanço no ano passado, embora não seja o setor mais concentrado do varejo. A participação das cinco maiores empresas passou de 54,5% para 58,3%.

As vendas das 120 empresas representaram 13,6% do consumo das famílias no ano passado. No período anterior foi de 11,6%. As dez maiores varejistas – Carrefour, GPA, Magalu, Via, Americana, Big, Raia, Drogasil, Natura, Boticário e Mateus Supermercados – faturaram R$ 317 milhões no ano passado, metade do registrado pelo total de 120 empresas, e dez vezes maior que o faturamento de R$ 6,5 bilhões das dez menores do ranking.

Para o presidente do Ibevar, Cláudio Felisoni, o processo de consolidação verificado no ano passado vai continuar forte este ano, ainda como efeito da pandemia. “Numa situação de crise, os elos mais fracos sempre sofrem mais. E a pesquisa de 2020 mostrou isso de forma clara”, explica.

Segundo a pesquisa, a transformação digital contribuiu para colocar as empresas mais próximas do consumidor. As companhias passaram a criar produtos mais adequados aos usuários e a comprar empresas com soluções inovadoras para o negócio. Para se ter ideia, somente nos quatro primeiros meses do ano, o número de aquisições de startups por grandes empresas cresceu 120%, segundo a plataforma Distrito.

De acordo com o ranking Ibevar-FIA, o Carrefour repetiu no ano passado o resultado de 2019 como maior empresa de varejo do País, seguida pelo Grupo Pão de Açúcar. A novidade foi o Magazine Luiza que agora é a terceira maior do setor, desbancando a Via, dona das Casas Bahia. Outro que caiu no ranking foi o grupo Big, que em 2019 estava em quarto lugar e no ano passado caiu para sexto lugar, atrás de Lojas Americanas.

 

 

 

 

Fonte Estadão
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.