Cresce a importância do consumidor 60+

0 193

A participação dos idosos no mercado brasileiro é cada vez maior, devido ao aumento da expectativa de vida no país. Porém, este não é privilégio só nosso, já que estudos, informações, entrevistas e pesquisas realizadas pela emissora Rede Globo apontam uma maior participação desse público no consumo em todo o mundo.

De acordo com as análises da central de inteligência da emissora, a população 60+ é a que mais cresce no mundo e dobrará até 2060. Além disso, daqui a 30 anos apenas a África não terá 25% da sua população na faixa etária com 60 anos ou mais. Portanto, é essencial que as estratégias dos supermercados comecem a dar mais atenção a este público e falar uma linguagem adequada a esse perfil de consumidor.

Segundo os números reunidos pela Globo, o consumidor brasileiro mais maduro movimenta aproximadamente R$ 1,8 trilhão ao ano e R$ 15 bilhões anuais gastos somente no e-commerce brasileiro. Hoje, a média de idade em que o brasileiro se aposenta é 58 anos e em 2020, os aposentados responderão por 16% da renda do Brasil.

Alimentos e lojas como oportunidade

Os dados colhidos pela Globo sobre o perfil 60+ mostram que 37% acreditam que existem poucos produtos voltados para a sua idade.

A falta de alimentos específicos para 60+ é o principal problema relatado por 17% dos brasileiros. Este índice é seguido por produtos como celulares (15%), estabelecimentos como bares e restaurantes (16%) e roupas (12%). Todos esses números significam oportunidades para as empresas de todos os setores, já que os idosos estão cada vez mais ativos.

Para 72% dos pesquisados, as lojas brasileiras em geral não estão preparadas para lidar com a longevidade. Mais da metade dos entrevistados (52%) disseram ter dificuldade em encontrar itens nos pontos de venda. Ao todo, 40% dos idosos acreditam que faltam produtos e serviços específicos para o consumidor mais maduro.

Entre as categorias com maior demanda para os idosos, os alimentos específicos para determinadas necessidades ocupam a segunda posição do ranking de prioridade, atrás apenas de vestuário, calçados e acessórios.

Fonte Blog Apas Show
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.