Carrefour registra aumento de 14,7% no lucro líquido; vendas do Atacadão cresceram 9%

0 93

No terceiro trimestre deste ano, o Grupo Carrefour Brasil registrou crescimento de 8,9% em vendas brutas (excluindo gasolina), totalizando R$ 15,1 bilhões. No período, o lucro líquido totalizou R$ 448 milhões pré-IFRS, um aumento de 14,7%. A performance foi impulsionada pelo melhor desempenho trimestral em vendas em mesmas lojas (LfL) do Carrefour Varejo dos últimos cinco anos, pela forte expansão do Atacadão e pelo crescimento exponencial do faturamento do Banco, que superou os 30% no trimestre.

Seguindo o plano estratégico Carrefour 2022, a companhia tem investido fortemente em transformação digital. Dessa forma, o e-commerce continua ganhando impulso, com crescimento total do GMV de 44,2%, representando 26% das vendas não alimentares totais do Carrefour Varejo (com GMV), sem gasolina, ante 23% no 3T18.

“O desempenho do Grupo Carrefour Brasil no terceiro trimestre comprova a força do nosso ecossistema omnicanal. Apesar de atravessarmos um momento desafiador na economia, registramos um sólido crescimento de vendas em todas as divisões”, diz Noël Prioux, CEO do Grupo Carrefour Brasil. “O recente anúncio de nossas parcerias é mais um avanço rumo à estratégia para construir um ecossistema interconectado, visando impulsionar um crescimento rentável”, afirma Prioux.

Atacadão

Entre os meses de julho e setembro, as vendas brutas da marca apresentaram um crescimento de 9%, alcançando R$ 10,3 bilhões. O bom desempenho é reflexo da contínua estratégia de expansão das lojas. Com três novas aberturas em diferentes regiões brasileiras neste terceiro trimestre, totalizando 19 novas lojas nos últimos 12 meses, a marca mantém seu ritmo de expansão e soma 178 unidades até setembro de 2019.

Carrefour Varejo

As vendas do Carrefour Varejo seguiram acelerando no 3T deste ano, registrando aumento de 8,9% (sem gasolina). Já as vendas (LfL), sem gasolina, subiram 8,8% (ou 10,1% incluindo o marketplace), em comparação com 8,0% no 2T e 2,5% no mesmo período do ano passado. Este foi o maior aumento trimestral dos últimos cinco anos, com vendas totais somando R$ 4,8 bilhões, com gasolina.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.