As marcas que não vão usar o termo Black Friday

0 313

Apesar da popularidade da Black Friday ser maior a cada ano no Brasil, nem todas as marcas acharam a melhor ideia usar apenas este termo. E os motivos são variados, de uma possível origem racista a cores que identificam a identidade visual da empresa, as companhias adotam outros nomes e seguem no objetivo de conquistar o consumidor em busca de ofertas.

O Boticário

O Grupo Boticário anunciou no fim de setembro que não usaria o termo Black Friday por causa de uma possível conotação racista. O período de ofertas passou a se chamar Beauty Week.

Avon

Após assumir um compromisso antirracista que visa incluir mais negros na empresa e nas propagandas, a fabricante de cosméticos passou a usar o termo Best Friday.

Natura

A Natura, dona da Avon, também mudou o nome para Natura Friday. Segundo a empresa, a novidade ajuda a fortalecer a mensagem de consumo consciente da campanha “Eu me importo de quem eu compro”, programada para todo o mês de novembro

M·A·C Cosméticos

A marca escolheu o termo Beauty Friday para, segundo ela, reforçar a beleza e promover diversos formatos de ofertas exclusivas para cada tipo de consumidor em suas 56 lojas e no site.

Imaginarium

A varejista lançou, pela primeira vez, a Color Friday para “proporcionar mais alegria com uma conotação otimista, levando as cores para celebrar o sazonal, em um ano que foi repleto de incertezas e dúvidas”.

Adidas

A marca de vestuário usa Best Fridays, segundo eles, em respeito aos movimentos observados no Brasil e no mundo sobre o tema racial. Outra ação da empresa é antecipar a data para evitar possíveis aglomerações em lojas.

Ipiranga

A rede de postos de combustível adotou o termo Yellow Friday. “A adaptação do nome, não somente remete à principal cor da marca mas também desassocia da cor preta/negra, que pode ser interpretada com viés racial”, dizia o comunicado.

Avatim

A marca de aromatização de ambientes passa a usar o Nossa Sexta. “Prezamos muito pelas nossas raízes, pela nossa origem e, por isso, decidimos substituir o termo Black Friday por outro que faz mais sentido para nós e para os nossos clientes”.

Americanas

A varejista usa o termo Red Friday, já adotado em anos anteriores em referência à cor principal da identidade visual.

Melhor Envio

A empresa de fretes está utilizando o nome Blue Friday por, segundo eles, “representar uma das principais cores da empresa, que é o azul. Mas, além disso, a escolha foi feita por tudo que a cor azul simboliza em elementos importantes, são eles: confiança, lealdade, sabedoria e confiança”.

 

Fonte Exame.com
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.