A estratégia do Carrefour, Casas Bahia, Magalu, Pão de Açúcar e Americanas para evitar aglomerações na Black Friday

0 136

Um dos grandes desafios do varejo na Black Friday deste ano será vender mais sem promover aglomerações. Não pega bem para ninguém ter lojas lotadas enquanto o país teme uma segunda onda de coronavírus.

Para evitar filas na porta ou disputa por produtos, as grandes redes criaram estratégias diferentes para a Black Friday. A maioria preferiu antecipar a Black Friday, caso da Via Varejo, dona das marcas Casas Bahia e Pontofrio, que colocou a promoção no ar no dia 21 de outubro.

Horário ampliado

O Carrefour vai ampliar o horário de funcionamento dos hipermercados no período de 26 a 28 de novembro – vão abrir às 7h e fechar às 23h. A ideia é permitir que os clientes tenham mais tempo para fazer as compras, evitando os horários de pico.

“Sabemos que a pandemia não terminou e é nosso papel de empresa cidadã promover o máximo de conforto e segurança neste momento”, afirma Luis Moreno, CEO do Carrefour Varejo Brasil.

Promoção o mês todo

Outra estratégia foi transformar a data em o mês da Black Friday. A Americanas promoveu ofertas antecipadas durante todo novembro.

O GPA fatiou as ofertas das redes Pão de Açúcar e Extra ao longo de novembro e ampliou o período de resgate de descontos para clientes do app Clube Extra.

Vai funcionar?

Mas não vai ter muito jeito. Algumas redes admitem que não tem como escapar do aumento do fluxo de clientes. O Magalu diz acreditar que terá lojas cheias no dia da Black (dia 27), pois o brasileiro costuma esperar pea data para fazer compras.

Para diluir esse aumento, a rede antecipou as promoções com a campanha “Agora ou Nunca”, que traz produtos com preço de Black Friday todos os dias.

Como fazer?

O Magalu informa que reforçou os protocolos de higienização, como limpeza dos ambientes a cada duas horas e, quando necessário, sanitização da loja com produto usado na desinfecção de ambientes hospitalares. Todos os funcionários de linha de frente estão sendo testados para covid-19.

O protocolo de segurança da Via Varejo inclui limitação de pessoas dentro das lojas, distanciamento de no mínimo 1,5m em filas e fornecimento de máscaras para os colaboradores.

 

 

Fonte 6 Minutos
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.