Alta de preços dos alimentos prejudica a baixa renda

0 20

A alimentação representou o maior peso na inflação para o consumidor de baixa renda em 2013, respondendo por 52% da alta de 4,98% do Índice de Preços ao Consumidor Classe 1 (IPC-C1) no ano passado. O índice é calculado pelo Ibre – Instituto Brasileiro de Economia da FGV – Fundação Getulio Vargas. Segundo André Braz, economista da FGV, preços monitorados, como o de energia elétrica e o de transportes, ajudaram a conter um avanço mais significativo do índice. A tarifa de energia caiu, em média, 16,68% em 2013, e o custo dos transportes recuou 2,21%.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.