Pesquisa: Atacarejo se destaca nas cidades do interior

0 147

De acordo com o Consumer Insight, levantamento realizado pela Kantar Worldpanel, de janeiro a setembro de 2014 a região do Interior de São Paulo registrou uma queda de 3 vezes na frequência de idas ao ponto de venda, porém cresceu 6% no volume médio por ocasião de compra e 11% em valor.

A frequência, quando analisada separadamente entre as classes sociais, também teve uma leve alteração. As classes C e D/E foram as mais impactadas na queda nas idas ao ponto de venda, com -4 e -3 vezes. Mas ao mesmo tempo, contribuíram para o aumento do volume médio por ocasião de compra, com aumento de 7% e 9% respectivamente. Já a classe A/B se manteve estável na frequência e no volume consumido por viagem.

Onde e quando ir

Entre os canais analisados na pesquisa, o atacarejo ganhou importância ao registrar o maior valor de ticket médio, com R$ 62,72 por viagem. O mesmo canal teve crescimento de 11% de variação em volume.

Outro canal que se destacou na região foi o porta a porta, com um ticket médio de R$ 33,74, variação de volume em 14% e aumento de 9% no volume médio por viagem de compra.

Os dias da semana vêm se mostrando mais atrativos para compras nos últimos anos, desde 2010 este período representa mais de 2/3 das compras realizadas no mês. Entre janeiro e setembro de 2014 os dias da semana registraram uma importância de 64% da movimentação, contra 36% nos finais de semana. Só no atacarejo, as compras durante a semana já representam 71%.

Dentro do carrinho

Durante o período pesquisado, a cesta que teve maior destaque na região foi a de bebidas, com uma variação de +9% no ticket médio, +6% no volume consumido por viagem e uma frequência estável. Em seguida, a cesta de higiene/beleza teve frequência e volume adquirido por viagem estáveis, e registrou +8% na variação do ticket médio.

A cesta de alimentos foi a única da região que registrou queda na sua frequência de compras, em -2 vezes. A variação do ticket médio foi de +10% e dos itens comprados por ocasião permaneceu estável.

Dentre as cestas, os cinco produtos mais consumidos no período foram: pratos prontos congelados, água mineral, suco pronto, sorvete e água de coco. Segundo a pesquisa, os itens que perderam espaço na do consumidor são: leite pasteurizado, sopa, leite em pó, cloro e alisantes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.