Íris, selfie e biometria com senha

0 46

A Mastercard quer se posicionar como empresa de tecnologia e inovação em meios de pagamento e vem desenvolvendo soluções que garantem transações seguras sem a necessidade de senhas. No início de outubro, a empresa anunciou o sistema MasterCard Identity Check, que comprova a identidade e simplifica compras online: no lugar de senha o consumidor usa dispositivos e comprovação por biometria.

MasterCard-Identity-CheckAs soluções incluem tokenização para carteira digital e novidades em relação a autenticação de pagamentos por meio de batimento cardíaco, impressões digitais e selfies, atualmente em fase de testes. A empresa conta, ainda, com o laboratório de segurança MasterCard Security Lab.

Em agosto, a companhia tornou-se pioneira no uso de “selfies” e impressões digitais para pagamentos online com o lançamento de um programa de testes na Europa e nos EUA.

Segundo Marcelo Theodoro, diretor sênior responsável pela área de produtos digitais da Mastercard para o Brasil e Cone Sul, a chegada das soluções país depende mais dos emissores e adquirentes do que da Mastercard. O uso de autenticação biométrica – atributos pessoais como características faciais, impressões digitais e batimentos cardíacos – para verificar a identidade de um portador de cartões permite a realização de pagamentos de forma mais fácil, rápida e protegida.

A tecnologia substituirá a necessidade de memorizar e digitar senhas para completar operações nas compras online. Em vez disso, o consumidor pode autenticar a transação piscando para a câmera de seu smartphone ou utilizando sua impressão digital. De acordo com a empresa, a biometria está tornando as transações online tão seguras e simples quanto compras presenciais.

“A batida do coração também é uma identificação única de cada pessoa. A autenticação é feita por meio de um smartwatch que captura o batimento cardíaco e se conecta com o dispositivo que está fazendo a transação. A impressão digital, por sua vez, já está disponível nas últimas gerações de dispositivos móveis, como o Samsung S6 e o i-Phone 6. Outra possibilidade é o uso da íris – característica igualmente única – para a identificação por meio da câmera do celular”, diz Theodoro.

 

Fonte: Valor

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.