De olho na escala, Assaí leva inteligência para prateleiras

0 1.000

O Assaí está entre as 15 maiores companhias brasileiras por faturamento bruto anual e entre as 10 maiores em números de funcionários. O atacado de autosserviço, ou atacarejo, vendeu R$ 36 bilhões no último e abriu 19 unidades. Por mês, 30 milhões de clientes passam pelas lojas da rede.

O Assaí espera abrir mais 28 unidades em 2021. Para os próximos anos, serão 25 novas unidades a cada 12 meses.

A tecnologia será fundamental para garantir que tais lojas tenham sempre produtos nas prateleiras e os preços mais adequados. O Assaí firmou um contrato de fornecimento com a empresa americana MicroStrategy para ter uma plataforma de business intelligence, ou inteligência de negócios.

Business intelligence: como a inteligência de negócios muda o Assaí

Rodrigo Callisperis, diretor de tecnologia da informação do Assaí, explica que a empresa investe em business intelligence há quase dez anos. “A tecnologia vem crescendo junto com a companhia e adquirindo cada vez mais relevância. Uma coisa é gerenciar uma corporação que fatura R$ 1 bihão por ano. Outra, uma que fatura quase R$ 40 bilhões. A análise de dados ajuda demais na consolidação de conhecimento.”

O Assaí tem 185 unidades, cada uma com um volume médio de 8 mil itens (SKUs). Antes, os relatórios eram produzidos de maneira manual e a partir de fontes diversas. Cada relatório levava um dia para ser produzido, e havia boa chance de conter informações divergentes.

“Agora, todo o ciclo financeiro e da mercadoria está apoiado pela área de inteligência de negócios”, explica Callisperis. Algumas informações disponíveis são preço de compra por cada item; estoque de cada item em cada loja; e o preço de venda mais competitivo também por item e por loja.

“Dessas informações derivamos métricas essenciais do varejo, como nível de estoque, de venda e de ruptura. Essa inteligência de negócios ajuda principalmente na previsibilidade do gerente de cada loja. Ter uma análise toda manhã ajuda a entender quais são as vendas, as margens e os níveis de estoque atuais para os próximos dias. Podemos elaborar estratégias como promoções, por exemplo.”

A produção de um relatório para cada gerente de unidade leva de dois a três minutos. Já a matriz do Assaí pode ver esses dados consolidados nacionalmente.

Hoje, 3 mil funcionários fazem uso da plataforma de business intelligence do atacarejo. A ferramenta recebe 26 mil acessos diários. Além da inteligência de negócios, a área de tecnologia da informação do Assaí também olha para frentes como automação de processos e transporte mais inteligente de mercadorias.

“Somos uma empresa de alto volume e expansão agressiva. Só conseguimos replicar a mesma experiência por diversos estados brasileiros através de processos sólidos de tecnologia. Soluções que tragam produtividade são parte essencial do processo de escala”, diz Callisperis.

 

Fonte Infomoney
Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.