CVS quer revisar valor pago aos antigos donos da Drogaria Onofre

0 49

A gigante das farmácias americana CVS quer pedir revisão do valor pago aos antigos donos da Drogaria Onofre, segundo apurou o jornal O Estado de S. Paulo.

A redução do valor a ser pago pela empresa, que foi comprada por cerca de R$ 600 milhões em fevereiro de 2013, estaria prevista em contrato e poderia ser resolvida sem necessidade de recorrer a tribunais, por arbitragem. Mas, caso não haja acordo, a discussão pode acabar na Justiça.

Segundo fontes de mercado, o acordo entre a CVS e a Onofre previa alguns “tetos” para obrigações trabalhistas e fiscais que resultassem em ônus para a rede de drogarias depois da venda – limites esses que já teriam sido ultrapassados.

O jornal O Estado de S. Paulo apurou que o valor a ser abatido da compra ainda não estaria definido, mas fontes disseram que as possíveis obrigações estariam entre R$ 15 milhões e R$ 20 milhões somente em processos trabalhistas.

Haveria também pendências fiscais e questões de eficiência operacional a serem adicionadas à conta.

Segundo fontes próximas ao assunto, a revisão do pagamento pela Onofre não envolveria a devolução de valores, já que uma parcela da aquisição ainda não teria sido paga aos antigos sócios. A diferença seria abatida deste resíduo.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.