Brasileiros e chineses criam centro comercial em joint venture

0 16

Uma joint venture de brasileiros e chineses vai criar um centro para comércio entre os dois países em um edifício na Marginal Pinheiros.

Enquanto investidores da China aportaram R$ 500 milhões, a Savoy, companhia brasileira do setor de imóveis e proprietária do terreno, investiu aproximadamente R$ 1 bilhão no projeto.

Ela pretendia erguer um prédio de lojas populares, diz Elias Tergilene, sócio do grupo Uai, que presta consultoria ao empreendimento.

A construção, no entanto, foi embargada e, nesse período, o projeto, batizado Cidade das Compras, mudou.

A ideia, agora, é fazer um centro com lojas, showroom para indústrias, escritórios para traders e centro de convenção voltados ao intercâmbio com a China. “Recebemos as primeiras delegações de Cantão”, afirma Tergilene.

O edifício vai ter 220 mil metros quadrados.

Fonte: Folha de S. Paulo
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.