Posicionamento do setor atacadista distribuidor sobre os efeitos do coronavírus na cadeia de abastecimento

0 339

A ABAD – Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores tem acompanhado com atenção os desdobramentos da pandemia de coronavirus no cenário econômico nacional e vem a público fazer alguns importantes esclarecimentos:

1 – Gostaríamos de tranquilizar o mercado e o público consumidor quanto à atividade de distribuição no país, que segue funcionando normalmente até o momento. Enquanto a indústria fornecedora mantiver a normalidade na operação, o desabastecimento não deve acontecer. O comportamento da indústria nos países também atingidos pela epidemia reforça nosso prognóstico. De qualquer maneira, a recomendação é de calma e racionalidade.

2 – O setor atacadista e distribuidor, por meio da ABAD, está em permanente contato com o governo federal para manter-se a par das medidas contingenciais tomadas para mitigar os efeitos econômicos do coronavírus. No início desta semana, a ABAD respondeu a uma pesquisa do governo e deu sua contribuição com a sugestão de medidas que visam amenizar os impactos da pandemia em nosso setor;

3 – Informamos também que as empresas do setor estão vigilantes quanto à saúde de seus colaboradores e têm empregado todos os cuidados sanitários necessários ao manuseio dos produtos a serem distribuídos, com o objetivo de evitar a propagação do vírus;

4 – Reiteramos, por fim, a importância de se garantir o abastecimento do pequeno varejo, principal cliente do nosso setor, pelo que estamos nos empenhando ao máximo. O varejo de vizinhança é um importante canal de compras para o consumidor em razão da proximidade e praticidade, características que se tornam ainda mais relevantes neste momento em que boa parte da população é orientada a reduzir a circulação pela cidade.

A ABAD e o setor atacadista e distribuidor apoiam as medidas até o momento adotadas pelo governo e confiam que essas iniciativas terão pleno sucesso no duplo objetivo de conter a propagação do vírus e proteger a nossa economia.

Emerson Destro
presidente da ABAD

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.