Atacado distribuidor cresce 6,07% em fevereiro

0 1.042

Pesquisa do Banco de Dados da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisa, apontou crescimento nominal de +6,07% no faturamento do setor, na comparação com fevereiro de 2020. Ainda em termos nominais, o resultado do mês apresentou queda de -3,37% em relação ao mês de janeiro, enquanto no acumulado de janeiro e fevereiro o crescimento foi de +3,86% sobre o mesmo período do ano anterior.

Destaque-se que o resultado negativo de fevereiro sobre janeiro é considerado normal, pois fevereiro tem menos dias úteis. Por outro lado, fevereiro de 2020 foi último mês antes da pandemia e que apresentava, portanto, certo crescimento. “Embora a economia ainda se encontre em um momento extremamente delicado, o resultado positivo de fevereiro de 2021 sobre fevereiro de 2020 não deixa de ser um alento e deriva do fato de que, a despeito dos patamares bastante baixos do emprego e da renda, o setor de alimentos é essencial para as famílias. E mesmo quando o setor apresenta perdas, ele sempre será o último a sofrer e sempre o primeiro a se recuperar”, destaca o presidente da ABAD, Leonardo Severini.

Em termos deflacionados, o resultado de fevereiro sobre janeiro teve redução de -3,61% e, sobre fevereiro do ano passado, crescimento de +1,44%. No acumulado do ano, a queda foi de -0,65% em termos reais.

A pesquisa mensal do banco de dados é realizada com um grupo representativo de empresas atacadistas e distribuidoras de todo o país. Os dados fornecidos são analisados pela FIA e permitem a divulgação de um im­portante conjunto de informações mercadológicas, úteis para a tomada de decisões pelos gestores do setor.

Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.