Assaí anuncia meta de reduzir em 30% as emissões de carbono em sua operação até 2025

0 665

O Assaí Atacadista anuncia a meta de reduzir em 30% as emissões de carbono de sua operação até 2025, com base no total emitido no ano de 2015. A decisão está relacionada com o compromisso do Assaí e de seu controlador francês (Grupo Casino) com o combate às mudanças climáticas. Está atrelada ainda à remuneração variável da média e alta liderança da empresa, o que inclui CEO e diretores, além dos cargos de consultores, coordenadores e gerentes de lojas, Centrais de Distribuição e matriz.

“A sustentabilidade é um importante pilar do nosso negócio e ao atrelarmos essa meta a remuneração variável dos executivos fomentamos o engajamento e o comprometimento de todos a este tema que é tão importante para o Assaí. Sabemos que ela é desafiadora, uma vez que a companhia vem crescendo de forma expressiva o seu parque de lojas, mas o nosso plano de expansão é sempre acompanhado com este olhar em aprimorar as nossas iniciativas para minimizarmos os impactos da nossa operação”, afirma Sandra Vicari, diretora de Gestão de Gente e Sustentabilidade do Assaí.

A estimativa é que em 2025, a companhia tenha um número de lojas três vezes maior do que em 2015. Na época, o Assaí contava com 95 unidades e, atualmente, já são 186 unidades distribuídas nas cinco regiões do país.

Para isso, além de aprimorar as tecnologias implementadas referente a gases refrigerantes, entre as iniciativas previstas para o alcance da meta de mudanças climáticas do Assaí está a migração de 100% do seu parque de lojas de 2020 – 184 unidades – para o mercado livre de energia até dezembro de 2021, investindo em uma fonte 100% renovável e proveniente de matrizes eólica, solar, biomassa e pequenas hidrelétricas. Até o mês de abril, já foram migradas 170 unidades.

Desde 2016 o Assaí estabelece metas ASG (Ambiental, Social e Governança) na remuneração variável do time de liderança, reforçando este compromisso em estar atento a seu papel como agente mobilizador para a construção de uma sociedade mais sustentável.

Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.