Rodízio de carros e Zona Azul estão suspensos em São Paulo por greve de metroviários

0 287

A prefeitura de São Paulo liberou o rodízio de veículos, tanto no período da manhã como da tarde, após a decisão dos metroviários de paralisar os trabalhos por 24 horas nesta quinta-feira (18). Também está liberado o estacionamento livre em vagas demarcadas como Zona Azul.

A greve dos metroviários é para protestar contra a privatização das Linhas 5-Lilás e 17-Ouro do metrô, a terceirização das bilheterias e o aumento das tarifas. Também foi marcado um Ato Público contra a privatização na sexta-feira (19), a partir das 9h, em frente a B3.

Em nota, o Metrô (Companhia do Metropolitano de São Paulo) chama as acusações do sindicato de “levianas” e afirma que “o Governo do Estado de São Paulo vai conceder apenas a operação comercial das linhas 5 e 17. O ativo não faz parte desse processo, como erroneamente afirma o Sindicato dos Metroviários”. “Não se trata de privatização”, enfatiza a companhia que explica, ainda, que o Metrô não fez demissões e que os desligamentos são resultado do PDV (Plano de Demissão Voluntária).

Leilão

O leilão para concessão da operação das linhas 5-Lilás e 17-Ouro está previsto para sexta-feira (19) e, segundo reportagem do jornal Valor Econômico, deve atrair poucos grupos devido às limitações de empresas brasileiras e desafios intrínsecos ao projeto.

A CCR é um dos nomes com alta probabilidade de participação no leilão e que estará na concorrência em parceria com ao menos uma empresa, conforme apurou o Valor Econômico. A CCR já atua no ramo de mobilidade urbana em São Paulo por meio da operação da linha Amarela do Metrô (Via Quatro).

Fonte InfoMoney
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.