Correios apresenta soluções logísticas para e-commerce

0 77

Os Correios apresentaram na 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, em Brasília, dois novos serviços para as áreas de logística e encomenda: Correios Log Supri e Correios Packet.

A nova solução de importação Correios Packet, de acordo com a empresa, visa melhorar a experiência do cliente que realiza compras no exterior. Segundo o diretor de Negócios dos Correios, Alex do Nascimento, por meio de uma associação direta com os marketplaces estrangeiros, a estatal pretende receber as encomendas com informações mais completas e, assim, reduzir os prazos de entrega.

“No Packet, há uma associação de negócio direta entre o site do exterior e os Correios. Assim a carga será priorizada, pois virá mais preparada, com informações e rótulos no padrão do correio brasileiro. Há ganho de prazo, informações e qualidade dos serviços”, destaca Alex do Nascimento. Ainda de acordo com o diretor, o serviço é essencial para o comércio eletrônico, pois entregas que levariam mais de 40 dias úteis poderão ser realizadas em até 6 dias úteis.

Já o Correios Log Supri tem o objetivo de prover empresas e órgãos públicos com uma cadeia logística dedicada na gestão de seus suprimentos, desde a coleta, recebimento, conferência, armazenagem até a distribuição. O serviço, que pode ser acompanhado por meio de sistema corporativo dos Correios, contribui para a redução de custos e otimização dos materiais de consumo dos clientes. “Para uma prefeitura, a gestão de custos como aluguel de espaço, armazenamento, IPTU, vigilância e limpeza pode significar uma redução de 40% nos seus gastos”, explicou o dirigente.

Modernização das entregas

Os Correios também apresentam as novidades que estão sendo testadas para modernizar as entregas das encomendas ao clientes. Alinhado à política de responsabilidade socioambiental da empresa, o estande traz um exemplar da bicicleta modelo Long John elétrica com baú. A proposta é que o equipamento elétrico mitigue a emissão de monóxido de carbono pelos Correios. O modelo será testado pela empresa em novembro, em São Paulo.

Para dar ainda mais agilidade ao processo de controle e rastreamento de encomendas, a estatal ainda apresenta a tecnologia RFID, projeto que está sendo desenvolvido em parceria com o Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec). A ideia é otimizar a conferência de toda carga postal com a leitura dos pacotes por meio da radiofrequência.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.