Expectativa de alta nos preços diminui

0 44

A media da inflação esperada pelos consumidores nos próximos 12 meses atingiu 7,2% em julho, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que divulgou o Indicador de Expectativas Inflacionárias dos Consumidores.

Segundo o Estadão, o resultado representa uma desaceleração em relação a junho, quando as famílias apontavam, em média, alta de 7,4% nos preços. Segundo a FGV, as mudanças ocorridas nos últimos meses foram influenciadas pelas previsões dos consumidores de classes de renda mais baixas.  Na classe 1 (até R$ 2,1 mil mensais), a projeção recuou de 7,9% em junho para 7,6% em julho, sempre considerando o período de 12 meses à frente.

Na classe de renda 2 (R$ 2,1 mil a R$ 4,8 mil mensais), as expectativas saíram de 7,7% para 7,3% na passagem do mês. No mesmo período, os consumidores com maior poder aquisitivo mantiveram suas expectativas para a inflação estáveis em um patamar menos elevado, mas ainda entre 7,0% e 7,1%.

O Indicador de Expectativas Inflacionárias dos Consumidores é obtido com base em informações coletadas no âmbito da Sondagem do Consumidor. Produzidos desde setembro de 2005, os dados vinham sendo divulgados de forma acessória às análises sobre a evolução da confiança do consumidor. Desde maio de 2014, as informações passaram a ser divulgadas individualmente.

 

Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.