Profissionais mais velhos querem o mesmo que jovens — um bom chefe e propósito

0 1.641

Ao que parece, profissionais mais velhos são tão engajados e cheios de energia quanto os novatos. Uma nova pesquisa fornecida ao site Business Insider pela plataforma Culture Amp revela que trabalhadores entre os 55 e 64 anos são até mais propensos do que os mais jovens a quererem um emprego com impacto positivo no mundo.

Didier Elzinga, CEO da Culture Amp, queria colocar à prova algumas das ideias mais comuns em relação aos millennials — especialmente a máxima de que desejam mais propósito do que seus colegas com mais idade.

O resultado? Independentemente da idade, trabalhadores querem as mesmas qualidades básicas. “Isso certamente me surpreendeu”, disse Elzinga. “Não são apenas os jovens que querem fazer a diferença no mundo, mas nós também.”

Em todas as faixas etárias, os participantes indicaram como fundamentais a confiança na liderança da empresa e a possibilidade de desenvolvimento pessoal. E quando o assunto foi ter um impacto positivo no mundo, nenhum outro grupo etário, além dos funcionários com idades entre 55 e 64 anos, listou esse entre os seus cinco pontos principais.

A pesquisa, que coletou respostas de 500 mil funcionários de 750 empresas, pediu que os entrevistados respondessem a perguntas sobre fatores que geravam o engajamento deles no trabalho. As companhias pesquisadas ficam principalmente nos EUA, na Austrália e na Europa.

Fonte Época Negócios
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.