Buscar emprego no início do ano aumenta suas chances? Descubra se isso é verdade

0 400

Passadas as festividades e a primeira semana de 2018, grande parte dos desempregados volta à rotina de enviar currículos com a esperança de encontrar uma ocupação para o restante do ano. O Brasil encerrou 2017 com mais de 12 milhões de pessoas sem emprego, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Devido ao grande número de desempregados e a retomada das atividades no ano, é comum que a concorrência por vagas de emprego também aumente no início do ano. Segundo Viviane Cândido, especialista em RH da VAGAS.com, isso pode ser explicado pela baixa demanda do mundo corporativo em dezembro. “Muitas pessoas deixam para dar início aos seus planos, projetos e objetivos, quando o novo ano se inicia. Isso inclui a busca por novas oportunidades de trabalho”, diz.

Para Renato Trindade, gerente da Page Personnel, o atual momento da economia brasileira faz com que a disputa seja grande em qualquer época do ano, mas uma questão praticamente psicológica torna a briga realmente mais acirrada nos primeiros meses. “A percepção de maior disputa no começo do ano está relacionada às resoluções de fim de ano das pessoas, que utilizam a entrada do novo ano para mudar o pensamento e focar em seus objetivos, sendo muitos um novo emprego”, afirma.

Mesmo com o aumento da concorrência, existe a crença de que o começo do ano é a melhor época para procurar um novo trabalho . É possível, no entanto, tratar essa concepção como uma verdade? A especialista em RH acredita que a busca por vagas neste período pode, sim, ser muito interessante. Para Viviane, o recesso de final de ano faz com que as coisas “voltem ao normal” apenas em janeiro. Assim, é comum que as empresas aguardem o começo do ano para divulgar oportunidades e dar início aos processos seletivos.

“Porém, é importante frisar que buscar emprego é um processo que exige dedicação e pode levar um tempo, já que nosso país não está na melhor fase. Por isso, ninguém deve esperar uma época certa para essa busca. A melhor época é aquela em que você necessita encontrar seu emprego”, alerta.

De acordo com Trindade, é sabido que muitas empresas fazer o planejamento do ano seguinte entre os meses de outubro e novembro, assim colocando as estratégias sem prática no início do ano e resultando na abertura de novas oportunidades. Ele, no entanto, também faz questão de ressaltar que não existe uma regra para a busca por vagas.

“As posições muitas vezes são abertas sem o prévio planejamento das corporações, a perda de um profissional chave, a chegada de um novo projeto, entre outros exemplos não tem mês nem data para ocorrer. Quando a necessidade aparece as empresa vão a mercado buscar profissionais, não importando o mês, a estação do ano ou qualquer premissa estabelecida”, explica o gerente.

Para evitar perder oportunidades, Trindade recomenda que as pessoas estejam sempre alertas. Ele diz que estar antenado às informações do mercado seja a melhor estratégia: “Esteja atento aos principais sites de empregos, fique próximo das consultorias e dos headhunters, além de acompanhar de perto o dia a dia das empresas que deseja trabalhar”.

Setores

Em relação aos setores que mais contratam no início do ano, Trindade diz que um dos principais destaques é a indústria farmacêutica, assim como outras áreas ligadas à saúde. “A retomada é vista muito pelo ano abaixo da expectativa em 2017. O setor de bens de consumo também direciona para uma recuperação, com os breves lampejos de retomada da economia”, ressalta.

Ainda de acordo com Trindade, o direcionamento das áreas segue o momento da economia. Ele afirma que, se o Brasil estivesse em plena recuperação econômica , a indústria estaria em foco novamente, com posições técnicas e operacionais – fato que não ocorre neste início de 2018, onde a movimentação na indústria ainda é muito tímida.

“O mercado de serviços, que encolheu em 2017, olha para uma reação neste primeiro semestre. Com isso temos posições focadas em relacionamento e atendimento ao cliente. O setor de tecnologia continua em franco crescimento, garantindo a maior fatia das posições no mercado”, diz o especialista da Page Personnel. Por isso, ele aconselha profissionais de todos os perfis e segmentos a “ficarem com o radar ligado” o tempo todo para encontrar um novo emprego. “Podem aparecer oportunidades em diversos mercados”, finaliza.

Fonte IG
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.