Pesquisa aponta que 28% dos lares brasileiros estão endividados


Na palestra Gestão Eficiente e Mudanças no Mercado de Abastecimento com Foco no Canal Indireto, que aconteceu no auditório técnico,na ABAD 2017 São Paulo, a diretora da Nielsen, Daniela Toledo, e o professor da FIA/USP, Nelson Barrizzelli, afirmaram que os consumidores estão mudando rapidamente seus hábitos de consumo. Segundo eles, nos países desenvolvidos, os agentes de distribuição, atentos a estas mudanças, procuram continuamente adaptar suas operações à maneira ela qual o consumidor se comporta. Nos países em desenvolvimento, as transformações são mais lentas, mas as influências acabam chegando.

Pesquisas apresentadas por Daniela revelam um panorama ainda negativo no primeiro trimestre de 2017. Segundo ela, os números ainda não mostram recuperação. Todos os canais apresentaram retração de 6% até março deste ano, com exceção do Cash & Carry.

O levantamento revela ainda mudanças de hábitos dos consumidores, que vão de troca de marcas até corte de alguns produtos. O estudo fez também uma análise das famílias com diferentes níveis de renda em 13,7 milhões de lares. Desse total, 28% dos lares estão endividados. Segundo ela, consumidores conscientes não trocam marcas, optam por embalagens grandes, marcas conhecidas e fazem compra controlada.  Já as famílias promissoras, não conseguiram equilibrar suas contas e optaram pelo corte no lazer. Já as administradoras diferem na estratégia de mix de canais entre vizinhança e Cash & Carry.

De acordo com a pesquisa, o mercado de vizinhança está crescendo no tamanho do seu ticket, com as mesmas marcas que se destacam na Cash & Carry. “Conveniência é um fator importante na escolha do canal vizinhança”, afirmou o prof. Barrizzelli.  Segundo Daniela, o atacado tem muita coisa a aprender com o consumidor, destacando que o número de visitas ao Cash & Carry tende a diminuir com o crescimento da economia.


Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.