Supermercados de SP perdem R$ 30 milhões por causa da chuva

0 119

Os supermercados da Grande São Paulo e da Baixada Santista deixaram de vender na última segunda-feira, 10, R$ 30 milhões por causa das fortes chuvas que atingiram essas regiões e impediram os consumidores de irem às compras. “Isso é muita coisa, representa uma retração de 20% no faturamento diário das empresas”, explica Ronaldo Santos, o presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas). A entidade realizou um levantamento junto aos associados com lojas nessas regiões.

A perspectiva é que essa perda de vendas seja recuperada parcialmente nos próximos dia. No entanto, poderá ter algum impacto na receita deste mês que, normalmente, já é afetado menor número de dias úteis por causa do feriado de carnaval.

Para o ano, porém, a projeção de ampliar o faturamento entre 2,4% e 2,5%, descontada a inflação, está mantida, diz Santos. O resultado de vendas do setor em 2019 no Estado de São Paulo ainda não está fechado, mas deve ter ficado abaixo de 1%. Isso frustra a expectativa inicial dos supermercados paulistas, que era crescer 2% em termos reais em 2019.

Apesar do forte recuo nas vendas registrado na última segunda-feira em razão das chuvas, o funcionamento da operação das lojas foi pouco afetado no dia. O levantamento mostra que cinco lojas foram alagadas parcialmente e duas, totalmente. Em relação ao pessoal, 8,1% do funcionários faltaram ao trabalho na segunda-feira.

Logística

Santos diz que as dificuldades de desembarque de hortifrútis na Central de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp) na segunda-feira podem causar faltas pontuais nesta semana de alguns itens, cujo abastecimento é quase diário, E também elevação transitória nos preços, diante da oferta menor. “O problema é mais logístico”, afirma o presidente da Apas.

De acordo com relatos de associados da entidade, Santos diz que a chuva não afetou a produção do cinturão verde de São Paulo. Ele destaca que as chuvas pode ter prejudicado parcialmente a qualidade dos hortifrútis.

Fonte Estadão
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.