Hiperideal otimiza processos operacionais com a implantação de etiquetas eletrônicas

0 99

A automação comercial no varejo é fundamental para melhorar os processos administrativos e operacionais, sendo considerada uma questão de sobrevivência do negócio. Entretanto, ainda é comum que alguns supermercadistas tenham certa resistência quando o assunto é tecnologia.

Diferentemente desse conceito, o Hiperideal, uma das maiores redes de supermercados da Bahia, sempre buscou inovar. “Muitas vezes, quando se pensa em otimização de processos no varejo existem dúvidas de como conduzir uma loja nos dias de hoje. Mas, a tecnologia veio para contribuir; exemplo disso, foi a implantação com sucesso das etiquetas eletrônicas da Pricer, comercializadas e instaladas pela Toledo do Brasil, em nossa rede de lojas”, afirma Renata Pisani, gerente de TI do Hiperideal.

Segundo Renata, desde o início da parceria com a Toledo do Brasil, a rede Hiperideal conseguiu aprimorar suas operações, por se tratar de uma solução robusta, fácil de implementar, de baixa manutenção, e que traz ganho de produtividade.

Anteriormente, o Hiperideal usava etiquetas em papel que implicava em um processo com várias etapas, muito trabalho manual e maior tempo gasto. “Com a substituição pelas etiquetas eletrônicas, o processo de precificação foi todo automatizado, ficando livre de falhas humanas, o resultado foi maior confiabilidade para o cliente e até para os próprios órgãos fiscalizadores, como o Procon, porque sabem que dificilmente vão encontrar erros ou falhas nas operações das lojas. Isso, resolveu um problema que existia no passado com a fiscalização, referente a divergência de informação de preço entre a gôndola e o checkout. Hoje, como o processo adotado é sistêmico, as atualizações dos preços nas gôndolas acontecem ao mesmo tempo que na frente da loja, ou seja, a informação é precisa”, explica a gerente de TI.

De acordo com a rede supermercadista da Bahia, há ainda outros ganhos operacionais, além da precificação, uma vez que a etiqueta eletrônica registra também o estoque dentro do depósito, a validade da mercadoria, facilitando o trabalho dos repositores, encarregados e dos gerentes das lojas, que antes precisavam fazer diversos relatórios dessas operações. “Com a etiqueta eletrônica tudo ficou muito mais ágil e houve um grande ganho de produtividade, porque é possível fazer a atualização dos preços em poucos minutos”, ressalta Renata.

A gerente de TI reforça ainda que o investimento com etiqueta eletrônica é algo que faz parte do negócio e já está dentro do projeto do Hiperideal, antes mesmo de inaugurar uma nova loja. Recentemente, foi implantado o serviço de geolocalização em uma das lojas da rede, que vem integrado à tecnologia da etiqueta eletrônica, uma vez que utiliza os mesmos recursos e sistema. “O cliente chega no totem que existe na loja e digita o nome do produto que busca. Em segundos, o sistema faz a localização do produto desejado, indicando o lugar onde se encontra no mapa da loja, ou seja, ganha-se tempo”, sintetiza Renata.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.