YouTube agora avisa o quanto você consegue monetizar com vídeos

O YouTube anunciou nesta semana uma nova classificação que notifica os usuários sobre a monetização de seus vídeos, avisando o conteúdo que está publicado e gerando dinheiro, e aqueles que foram tirados do ar por algum motivo.

A função segue as mudanças das políticas de anunciante, divulgadas no começo do ano, que tiveram que ser implementadas após o aparecimento de uma série de anúncios de grandes empresas em vídeos considerados ofensivos e censuráveis, o que fez com que mais de 250 marcas congelassem suas campanhas de anúncios do Google, que é dono no YouTube.

De acordo com a companhia, nas próximas semanas a função será disponibilizada a todos os usuários e permitirá um panorama mais detalhado de como cada vídeo está sendo monetizado nos diversos canais, assim como, possibilitar reivindicações caso o usuário acredite que seu vídeo está mal classificado.

Essas informações serão apresentadas pelo ícone “$” em verde, amarelo e por um cifrão cortado. O primeiro deles indica vídeos que podem monetizar tanto de anunciantes, como via YouTube Red, e o quanto rendem. O símbolo amarelo, por sua vez, indica vídeos que ainda são elegíveis a ganhar dinheiro através do YouTube Red, mas terão nenhum ou poucos anúncios, visto que foram classificados como não apropriados para todos os anunciantes, ou foram completamente desmonetizados pelo fato da companhia acreditar que eles não seguem as políticas de publicidade do site.

O terceiro ícone, por sua vez, indica vídeos que não receberão dinheiro de propagandas ou YouTube Red. Isso pode acontecer por problemas com direitos autorais, conteúdo com reivindicação do Content ID, ou que receberam advertência por violação das regras da comunidade. Quando a função estiver disponível na conta, o usuário poderá acessá-la no centro de notificações “Creator Studio”.

Segundo o YouTube, essa nova classificação não altera a maneira como os vídeos serão monetizados, mas serve apenas para dar mais clareza se o vídeo segue as regras estabelecidas, oferecendo ainda a possibilidade de reivindicar através do Video Manager.

Fonte InfoMoney
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.