Amazon testa tecnologia de reconhecimento de mãos para acelerar compras

0 53

A Amazon está testando scanners que podem identificar pessoas, por meio das palmas das mãos, para permitir que paguem pelas compras nas lojas, de acordo com o New York Post.

Enquanto uma transação regular com cartão normalmente leva entre três e quatro segundos, a nova tecnologia da Amazon pode processar a cobrança em menos de 300 milissegundos, disse ao jornal uma pessoa familiarizada com o projeto.

Se os testes forem bem-sucedidos, a tecnologia poderá ser implementada, inicialmente, nas filiais da Whole Foods, da Amazon.

A reportagem, que a Amazon se recusou a comentar, diz que a tecnologia, cujo codinome é Orville, está sendo testada em máquinas de venda automática nos escritórios da empresa em Nova York.

Como funciona

Os usuários apoiam a mão sobre um scanner, que usa visão computacional e geometria de profundidade para identificar a forma e o tamanho de cada mão.

Os clientes do Amazon Prime, serviço de vídeo sob demanda da empresa de Jeff Bezos, precisarão ir às lojas para que suas mãos sejam capturadas e vinculadas às suas contas antes que possam usar o sistema de pagamento.

A tecnologia de geometria da mão, que a Amazon está testando agora, existe há mais tempo do que tecnologia similares como a biométrica ou reconhecimento facial.

Riscos de adoção

Mas enquanto as pessoas estão confortáveis em desbloquear seus telefones com dados biométricos, não está claro se estão dispostas a pagar por suas compras dessa maneira.

Há ainda outro grande obstáculo para o avanço da tecnologia por impressão da mão. É relativamente fácil denunciar um roubo e solicitar um novo cartão de crédito se alguém roubar o seu. Se alguém invadir o banco de dados e roubar sua “impressão das mãos”, a situação é bem mais complexa.

Fonte StartSE
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.