Como a logística pode ajudar às PMEs a sobreviverem à crise do coronavírus

0 131

Durante sua apresentação no Marketplace Conference Live Edition 2020, ele apresentou um dado interessante levantado por Thomas friedman, colunista do jornal The New York Times. Nele o especialista separou em três partes a capacidade que as PMEs teriam de suportar um problema como esse do coronavírus. Segundo ele, 25% das pequenas empresas suportariam o máximo de 13 dias, ou certa de duas semanas sem dinheiro em caixa. Ao centro do desenho, a média geral (ou maior parte) suportaria até 27 dias. Por fim, outra parte bem pequena viveria até pouco mais de dois meses.

Transportadoras

Entre um conselho e outro, Juca lembrou que é o momento de as pequenas e médias empresas focarem (também) em seu sistema logístico. Para ele, não é recomendado que um PME gerencie mais de 4 transportadoras simultaneamente. Ao invés disso, ele sugere buscar ajuda de parceiros, que ajudem inclusive com o preço. “Os Correios vem perdendo espaço com as transportadoras, mas as PMEs não terão tanta chance de fugir do uso da estatal. Se a empresa estiver em São Paulo, por exemplo, vale buscar transportadoras de SP. Ainda assim, não deixe de buscar os correios como um reforço logístico”, aconselhou.

Serviço de coleta

Agora, segundo o especialista, a mobilidade está muito importante (principalmente diante da falta dela). E, quando uma empresa demanda de poucos recursos, com time enxuto, vale deixar o serviço quem tiver bom capacidade de retiradas. “Não são todos que trabalham bem com serviço de coleta, por isso é bom selecionar que tenha esse tipo de serviço”. Segundo ele, pensar em soluções que deem gestão de frete, status da entrega e suporte, por exemplo, é crucial para o momento. Além disso, é essencial que a empresa de coleta possua um serviço de atendimento bom, como um SAC que funcione — a fim de reduzir custos e problemas com clientes.

Integração logística nas PMEs

Nessa questão, ele ressalta a importância de entender se haverá um grande esforço grande de integração de sistemas. Quanto mais simples, com opção de dashboard intuitivo e controle de arquivos de forma simplificada, melhor.

Coronavírus

Com tudo o que está havendo diante da pandemia de coronavírus, é o momento de focar no que é mais importante para o sistema rodar. “A diferença das empresas está em como nós vamos ajudá-las a superar a crise. É hora de não tomar decisões desesperadas, mas também não perder o ‘time’ de tomar as decisões certas”.

Categorias de PMEs em alta

Nessa semana, segundo o especialista em logística, houve algumas categorias sofreram retração em vendas, como foi o caso de moda. Porém, ocorreu um aumento na demanda de itens mais específicos, como:

  • ferramenta;
  • reforma;
  • produtos de higiene feminina.
Dificuldades na operação do PME

Para Juca, o redespacho está entre as principais dificuldades em relação às PMEs. De acordo com ele, “a dificuldade para isso ocorrer de forma suave é a integração sistêmica. É um sistema SaS que não foi bem desenhado para a operação. Tem os recursos mais primitivos e básicos”. A solução que ele utilizou foi criar uma feature para o PME conseguir fazer a gestão de frete — que ainda não tinha por conta do valor alto da ferramenta.

Fonte e-commerce brasil
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.