Mercado de beleza cresce no Brasil durante a pandemia

0 447

De acordo com o provedor de pesquisa de mercado Euromonitor International, o Brasil é o quarto maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo, e mesmo em um período de incertezas como a pandemia, o setor continuou próspero. Segundo um levantamento feito pelo GetNinjas, aplicativo de contratação de serviços na América Latina, a demanda pela categoria Moda e Beleza contabilizou mais de 200 mil solicitações em 2020. Tal número representa um aumento de 54% nas buscas em comparação com 2019. Em detalhes, os profissionais mais buscados na categoria foram manicures/pedicures e cabeleireiros.

Além disso, foram mais de 20 mil pedidos em dezembro, mês que contabilizou pico de demanda na categoria de beleza do app. Em geral, esse é o período com maior número de pedidos devido às festas de final de ano. O cenário, porém, foi um pouco diferente para os cabeleireiros durante a pandemia. Ao contrário de outras categorias que contabilizaram as maiores quedas em abril do ano passado, foi este o mês com mais buscas online pelo serviço. Foram mais de 4 mil pedidos, com foco no atendimento à domicílio para esse tipo de profissional – período em que os salões de beleza estavam fechados em diversas regiões do país.

“Depois de abril de 2020, a demanda pelo serviço de cabeleireiro voltou a se estabilizar por conta da gradativa reabertura do comércio, mas se manteve estável no segundo semestre do ano”, analisa Eduardo L’Hotellier, fundador e CEO do GetNinjas. De acordo com o empreendedor, a expectativa é de que a categoria continue a crescer em 2021, já que a pandemia acelerou a digitalização do setor de serviços. “Um dos resultados que essa crise deixará é a maior familiaridade com a contratação de serviços via apps. A população aprendeu que é possível contratar profissionais com praticidade e segurança”, pontua.

 

Notícias Relacionadas
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.