Indústria de produtos para limpeza caseira alinha plano comercial com o canal indireto

1 1.947

Entre as diversas cestas de categorias trabalhadas no portfólio do atacadista distribuidor brasileiro, a de produtos de limpeza caseira é, sem dúvida, uma das mais populares e importantes. Tão importante como os segmentos de higiene pessoal e mercearia salgada, a família de produtos voltados para os cuidados com o lar movimenta mais de 17 bilhões de reais ao ano, apontam dados da Abipla – Associação Brasileira de Produtos de Limpeza. Seguindo, ano a ano, no posto de quarto maior País no consumo desses produtos, o Brasil mantém as oportunidades comerciais em boas condições para aqueles que souberem escolher os melhores fornecedores e as melhores práticas de negociação com o cliente varejista.

De acordo com as projeções apresentadas pela Associação, ela espera que o setor mantenha um crescimento sustentado do faturamento industrial, o que ele deverá conquistar e manter se conseguir penetrar significativamente nos lares brasileiros, em parte com a oferta de produtos sofisticados e atraentes. “Segundo pesquisas realizadas pelos institutos de pesquisa, há uma aceitação pelo consumidor de produtos de uso mais específico e que sejam mais inovadores e sustentáveis, como os produtos concentrados e compactados, o que confirma uma evolução do perfil de consumo dos brasileiros dentro da linha de tendência mundial”, comenta Andres Sanchez Vicens, diretor de Customer Development para a categoria de Home Care da Unilever.

A empresa tem investido constantemente em iniciativas para aumentar a presença de produtos de limpeza na cesta do consumidor, principalmente com limpadores especialistas, com a linha Cif, seu carro-chefe no segmento. Entre as iniciativas estão as embalagens econômicas e as ofertas promocionais, que ajudam a reduzir o desembolso do consumidor e geram experimentação. “Além disso, há um forte investimento em comunicação para educar as consumidoras sobre os produtos existentes e os benefícios que eles trazem”, comenta Vicens.

Clique aqui e continue lendo essa matéria exclusiva! Revista Distribuição – ed. junho

Notícias Relacionadas
1 comentário
  1. luciano diz

    17 milhões ou 17 bilhões de reais?

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.