Covid traz nova era de higiene, diz fabricante da marca Lysol

0 109

A Reckitt Benckiser disse que a Covid-19 tem levado consumidores e empresas a fazerem mudanças duradouras em suas rotinas de limpeza, o que melhora as perspectivas de vendas de seus desinfetantes.

As vendas da marca Lysol aumentaram cerca de 70% no primeiro semestre na América do Norte, e a demanda profissional foi tão forte que a fabricante britânica de bens de consumo montou um negócio para atender os pedidos de novos clientes, incluindo Hilton, Avis e Delta.

Uma nova era de limpeza começou, de acordo com a empresa. Depois que um consumidor adota novos comportamentos, como lavar as mãos de maneira consistente por mais de dois meses, os hábitos permanecem.

“É provável que a Covid-19 esteja conosco no futuro próximo e, como sociedade, estamos incorporando novas práticas de higiene para proteger nosso modo de vida”, disse o diretor-presidente, Laxman Narasimhan.

Na terça-feira, a Reckitt disse que espera que a expansão de suas marcas de limpeza, que também incluem o gel para as mãos Sagrotan, deve ajudar a garantir o crescimento das vendas de um dígito alto em 2020. A fabricante de desinfetantes registra o início de ano mais forte na memória recente com a grande demanda por desinfetantes. A empresa também tem expandido marcas, adicionando produtos como os desinfetantes para roupas da Lysol.

Mas a empresa esfriou o entusiasmo dos investidores ao dizer que as margens diminuirão no segundo semestre devido a investimentos. A empresa planeja investir 100 milhões de libras para aumentar a capacidade de produção, já que a demanda por esses produtos em maio foi equivalente à do ano inteiro em 2019.

Fonte Exame.com
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.