Rival do Nubank, Banco Inter lança cartão com pagamento por aproximação

0 108

Dois posts de João Vitor Menin, CEO do Banco Inter, no Twitter chamaram a atenção dos clientes da marca nos últimos dias. Em um deles, o empresário compartilhou uma foto da frente de seu cartão de crédito Black. No outro, a parte de trás do plástico. As legendas foram as mesmas: spoiler.

Segundo o site EXAME,  o banco vai começar a emitir cartões com a tecnologia “contactless” (NFC), de pagamentos por aproximação, a partir do terceiro trimestre deste ano. A novidade vai estar disponível para todas as categorias de cartões (Standard, Gold, Platinum e Black), sem custo adicional.

O Nubank, rival do Inter, aderiu à tecnologia NFC desde o ano passado. Neste ano, outras fintechs fizeram o mesmo, como a Trigg. Segundo Ray Chalub, diretor de conta digital e meios de pagamento do Inter, os novos cartões vão permitir tanto o pagamento por aproximação quanto por chip.

“É um avanço para o nosso projeto Super App, no qual, além dos cartões ‘contactless’, vamos incrementar nosso aplicativo para permitir operações que vão além de operações financeiras”, diz o executivo. “A ideia é que o cliente Inter possa usar o app do banco para receber descontos em alimentação, entretenimento, produtos de saúde ou propostas de lazer. Hoje em Belo Horizonte, por exemplo, já é possível pagar o tíquete de estacionamento em vias públicas pelo nosso app.”

A emissão e o processamento dos cartões “contactless” do Inter serão feitas 100% pelo banco, diferente de como é hoje, com os cartões com chip, que são processados por parceiros. Atualmente, o Inter tem mais de 2,5 milhões de cartões emitidos e a expectativa do banco digital é chegar aos 4 milhões até o fim do ano.

“Os clientes do Inter acessam nosso app com bastante recorrência, por isso queremos aumentar a quantidade de experiências que ele pode ter dentro da ferramenta. O cartão é muito importante para o nosso relacionamento com os clientes. Oferecer mais uma opção de pagamento para os usuários é sempre bom”, concluiu o diretor do banco.

Fonte Exame.com
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.