Pesquisa aponta comportamento do consumidor na semana de Páscoa

0 60

Levantamento encomendado pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab) ao Instituto Kantar revela que 67,3% dos lares brasileiros compraram ou ganharam produtos de chocolate na semana de páscoa de 2019, patamar estável comparado ao mesmo período dos últimos dois anos.

A pesquisa, que considera o padrão de consumo das famílias, indicou que 102,6 mil toneladas de produtos foram adquiridas no período, o que inclui tanto ovos como produtos regulares (bombons, tabletes).

O consumo médio por família neste período (incluindo produtos adquiridos e recebidos como presente) somou 2,7 kg e a frequência de compra foi de 2,3 vezes.

“Os produtos de consumo acompanham o desempenho da economia. Os sinais de recuperação que começam a aparecer nos deixam mais otimistas para este ano e a indústria está preparada para aproveitar a oportunidade do período, lembrando que o Brasil possui uma das maiores páscoas do mundo. Presentear com chocolate nesta época é uma tradição no País e as famílias continuam preservando esse costume”, explica o presidente da Abicab, Ubiracy Fonsêca.

Com relação ao produto ovo de Páscoa, que esteve em 28,3% dos lares brasileiros, as famílias declararam que 52,4% do volume total (7,9 mil toneladas) eram provenientes de presentes. Os demais volumes comprados mantiveram concentração em canais tradicionais como autosserviço (supermercados e hipermercados), com 17%; “outros canais” (mercados e mercearias de bairro, por exemplo) com 15,6%; e lojas de departamento, responsáveis por 10,4% dos volumes.

Os ovos artesanais tiveram a menor participação em volume dos últimos três anos, com penetração em 4,6 milhões de lares, ante 12,4 milhões de lares dos produtos industrializados. Enquanto as compras de artesanais se concentraram em produtos maiores (500g), as embalagens de ovos industrializados menores ganharam mais destaque junto ao consumidor: os ovos de 251g a 350g foram os preferidos, representando 22,3% do volume no período, seguido pelos produtos de 100g a 150g, com 18,9%.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.