Menos depilação, mais cara lavada: como a quarentena afetou os cuidados pessoais

0 72

Da cozinha ao chuveiro, o isolamento social mudou os hábitos de consumo dos brasileiros. Afastados dos amigos e colegas de trabalho, muitos homens adotaram espontaneamente um visual hipster e deixaram a barba crescer, provocando uma queda de 15,3% na venda de espumas de barbear e loções pós barba, segundo levantamento da Kantar publicado pelo 6 Minutos.

Entre os entrevistados, boa parte dos que costumavam fazer a barba a cada dois dias mudaram a frequência para a cada três ou quatro dias, enquanto outros trocaram o “dia sim, dia não” por “semana sim, semana não”. O comportamento ainda contribuiu para uma contração de 2,3% no consumo de giletes, que também foram deixadas de lado pelas mulheres durante a quarentena. Ou seja, menos depilação também.

“Cara lavada”

Maquiagens estão beirando o desuso durante a quarentena. Em casa, a maioria das mulheres não se preocupa em se maquiar, exceto para conferências de trabalho por vídeo. O consumo de perfumes também teve uma forte queda, sendo deixado apenas para “ocasiões especiais”.

  • Batom: -43,8%
  • Maquiagem para a pele: -40,7%
  • Sombras: -34,6%
  • Perfumes: – 24,4

 

Mais itens de higiene

Por outro lado, a busca por itens de higiene pessoal aumentou. Por exemplo, a alta de refeições dentro de casa levou as pessoas a escovarem mais os dentes depois de comer, conforme mostra a pesquisa.

  • Fio dental: 7,6%
  • Sabonetes e produtos de limpeza corporal: 7,5%
  • Escovas e pastas de dente: 4,2%
  • Enxaguante bucal: 2%

 

Fonte 6 Minutos
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.